Champions: Atlético – Real Madrid em números

-

Os encontros entre Atlético de Madrid e Real Madrid estão a tornar-se mais habituais do que o normal. Depois da final da Liga dos Campeões em Lisboa, as duas formações já se encontraram em seis ocasiões em 2014/15 na Liga espanhola, Supertaça e Taça do Rei, e agora é a vez (novamente) da Liga milionária. O Atlético tem levado a melhor na maior parte dos encontros, mas há outros números que ajudam a explicar o que aconteceu recentemente e o que poderá vir a suceder neste derby particular dos quartos-de-final. Analisamos oito temas a ter em conta na antevisão de mais um duelo de Madrid.

1. ATAQUE PROLÍFICO CONTRA MURALHA DE BETÃO

Cristiano Ronaldo, Real Madrid  (foto: Maxisport/Shutterstock)
Cristiano Ronaldo, Real Madrid (foto: Maxisport/Shutterstock)

Comecemos pelo mais óbvio. O Real Madrid é o segundo melhor ataque da prova com 21 golos marcados, sendo o Atlético de Madrid a defesa menos batida com apenas quatro tentos sofridos (a par de Bayern que, por sinal, também é o melhor ataque). Tanto num caso como noutro, é algo que genericamente todos os que acompanham estas equipas entendem. Simeone trouxe consistência ao processo defensivo dos “colchoneros”, sendo reconhecido que é esse o pilar do seu jogo. Enquanto do outro lado temos Benzema, Bale, James e, sobretudo, Ronaldo.

 

2. “DUELO DE TITÃS” DA ZONA TÉCNICA

Os duelos entre Atlético e Real  com Simeone e Ancelotti (fonte: OPTA)
Os duelos entre Atlético e Real com Simeone e Ancelotti (fonte: OPTA)

Diego Simeone só perdeu um dos últimos sete jogos contra o Real Madrid de Ancelotti (e apenas no tempo extra, na final da Liga dos Campeões no Estádio da Luz). Tem sido difícil para Ancelotti contrariar o rival de Madrid, tendo já variado entre três sistemas tácticos – o 4x3x3, 4x2x3x1 e o 4x4x2. Tendo o 4x3x3 como sistema com maior percentagem de vitórias, provavelmente será o que vai utilizar esta noite. Para além disso tem de contrariar um dado inapelável esta época – seis derbies de Madrid, zero vitórias.

Mauro Saraiva
Mauro Saraiva
Professor de Educação Física, começou a sua actividade como treinador aos 19 anos, dedicando-se ultimamente à análise de jogo e scouting. Colabora também com a VideoObserver.
GoalPoint

GRÁTIS
BAIXAR