A terceira jornada da fase de grupos da Liga dos Campeões 2018/19 não trouxe nenhum resultado verdadeiramente surpreendente, a não ser, talvez, a goleada de 4-0 que o Borussia Dortmund impôs ao Atlético de Madrid, na Alemanha. Ainda assim, nenhum jogador do emblema alemão cabe no nosso “onze” da ronda, com base nos GoalPoint Ratings. Nem do Dortmund, nem de nenhum dos clubes portugueses.

Benfica e FC Porto tiveram desfechos diferentes nos seus jogos fora de portas. Os “encarnados” perderam por 1-0 no reduto do Ajax, com o golo holandês a surgir nos últimos instantes da partida. As contas benfiquistas complicaram-se no Grupo E, ao contrário das dos “dragões”, que venceram na visita ao Lokomotiv de Moscovo por 3-1 e lideram isolados o Grupo D.

Entre os nossos eleitos há alguns destaques que importa referir. Para além de um estreante na prova que entra directamente na nossa equipa, um defesa-central de apenas 18 anos, temos três repetentes em relação à jornada anterior, algo que não é muito habitual nos “onzes” da Liga dos Campeões. Para além disso, há apenas dois clubes a emprestarem mais do que um jogador dos seus quadros, neste caso o Real Madrid e o Manchester City. Tudo junto, temos uma equipa com números um pouco abaixo dos da ronda passada, em que se registaram duas notas máximas e outras bem lá perto, mas sem que nenhum apresente rating abaixo dos 7.2.

Vamos aos craques.

GoalPoint-Onze-Jornada-3-UCL-201819-infog
Clique para ampliar

Ilya Pomazun (CSKA Moscovo) 7.8O CSKA não teve grandes hipóteses frente à Roma, perdendo por 3-0 na capital italiana. Mas o jovem guarda-redes russo, de apenas 22 anos, em estreia absoluta na Liga dos Campeões, esteve em grande plano, entrando de imediato no nosso “onze”. Ao todo somou impressionantes dez defesas (máximo da jornada), cinco delas a remates de dentro da área, uma das quais ao ângulo da sua baliza.

Kieran Trippier (Tottenham) 7.8 – O lateral que brilhou por Inglaterra no Mundial 2018 viveu uma noite de grande qualidade na Holanda, no empate 2-2 com o PSV, sendo mesmo o melhor em campo. Trippier fez uma assistência em oito passes para finalização (máximo da ronda), acertou cinco de nove passes longos e realizou 110 acções com bola.

Ozan Kabak (Galatasaray) 7.2 – Um dos destaques na jornada, não pelo rating extraordinário, mas pela sua idade. Aos 18 anos, o central do Galatasaray realizou um jogo de grande nível, no nulo caseiro com o Schalke. Para além dos 93% de eficácia de passe, Ozan fez sete passes longos, cinco deles com eficácia, realizou um corte decisivo, sete intercepções e outros tantos alívios.

Aymeric Laporte (Man City) 7.2 – O francês do City foi um dos responsáveis pelo “clean sheet” dos comandados de Guardiola, que venceram o Shakhtar de Paulo Fonseca por 3-0. Para além de um golo marcado, o defesa-central completou 93% dos passes que realizou e não teve problemas em afastar o perigo da sua baliza, com seis alívios.

Raphinha (Bayern) 7.8 – O Bayern vai “passeando” na Liga dos Campeões, repartindo com o Ajax a liderança do Grupo E. Na visita ao AEK, os bávaros venceram tranquilamente e Raphinha, a lateral-esquerdo, foi o melhor em campo, com um registo de uma assistência em três passes para finalização, seis desarmes, nove passes longos certos em 12 e 117 acções com bola.

Fabinho (Liverpool) 7.9 – A afirmação de Fabinho no Liverpool tem sido gradual, com algumas dificuldades pelo meio, mas no triunfo claro dos “reds” ante o Estrela vermelha, o brasileiro esteve num plano elevado, sendo o melhor sobre o relvado de Anfield. Para além de ter registado o número máximo de desarmes da jornada, nove, o ex-Mónaco ganhou a totalidade dos duelos aéreos (três ofensivos e outros tantos defensivos), realizou 96 acções com bola, completou 90% dos passes que fez e ainda somou dois passes para finalização. Um verdadeiro todo-o-terreno.

Toni Kroos (Real Madrid) 7.7 – Um dos repetentes em relação à jornada anterior. O Real continua a não convencer, não indo além de um triunfo sofrido por 2-1 sobre o Viktoria Plzen, em casa, mas o alemão esteve em todas, completando o número máximo de passes certos da ronda (116 em 119). Além disso, registou 139 acções com bola e criou uma ocasião flagrante de golo, em seis passes para finalização.

Hans Vanaken (Club Brugge) 7.7O emblema belga foi claramente superior ao Mónaco de Thierry Henry em termos estatísticos e, para tal, muito contribuiu o trabalho do médio de 26 anos. Vanaken foi o melhor em campo graças, entre outros detalhes, a uma assistência em cinco passes para finalização, três dribles completos em três tentativas e cinco desarmes.

David Silva (Man City) 8.6 – Mais um jogo de grande nível de David Silva, um dos três repetentes no nosso “onze” em relação à segunda jornada. O espanhol foi fundamental na vitória clara dos “citizens” na Ucrânia, com um golo em cinco remates, dois disparos aos ferros da baliza do Shakhtar, uma ocasião flagrante criada em cinco passes para finalização e 93% de eficácia de passe.

Edin Dzeko (Roma) 8.7O melhor jogador da jornada. O bósnio está a fazer uma época extraordinária e volta a figurar no nosso “onze”, isto depois do 9.7 registado na segunda ronda. O ponta-de-lança bisou em cinco remates (três enquadrados), fez uma assistência em dois passes para finalização, ganhou quatro de nove duelos aéreos ofensivos e só não regista um rating superior por ter desperdiçado uma ocasião flagrante.

Karim Benzema (Real Madrid) 8.2O francês do Real foi fundamental na vitória “merengue” pela margem mínima ante o Plzen. Benzema fez um só golo, mas rematou quatro vezes, três delas enquadradas, e completou cinco das seis tentativas de drible. As duas ocasiões flagrantes desperdiçadas penalizam o seu rating final.

Eis também os “tops” individuais da jornada por variável:

GoalPoint-Tops-Jornada-3-Champions-League-201819-infog
Clique para ampliar

Confira, jogo a jogo, os números que justificam a eleição dos melhores, nas tabelas de acompanhamento dos jogos GoalPoint, actualizada poucos minutos após o término de cada encontro da Liga dos Campeões! Pode também encontrar todo o histórico da época passada neste “link”, incluindo Champions e Liga NOS.

UCL 18/19 J3STATGPRMVP
0-2
1-1
3-3
1-0
0-3
3-0
0-1
2-1
2-2
1-1
2-0
4-0
2-2
1-3
0-0
4-0