A quinta jornada da fase de grupos da Liga dos Campeões 2018/19 definiu o destino das equipas portuguesas em prova. O FC Porto venceu o Schalke por 3-1, no Dragão, e não só garantiu o apuramento para os oitavos-de-final, como o fez como primeiro classificado do Grupo D. Uma superioridade total dos portistas que o Benfica não conseguiu acompanhar no Grupo E. As “águias” foram goleadas pelo Bayern de Munique, na Alemanha, por 5-1 e estão fora da próxima fase, embora tenham assegurado a passagem à Liga Europa.

Quanto às restantes formações, não se registaram grande surpresas, numa fase em que se começam a conhecer em definitivo os apurados para os “oitavos”. Mas ainda faltam algumas decisões. Entretanto, nada como olhar para os melhores intérpretes da ronda em termos individuais, com base nos nossos GoalPoint Ratings. Em relação à jornada anterior não há qualquer repetente, nem mesmo Toni Kroos, médio do Real Madrid que vinha dominando as presenças nos nossos “onzes” e ia já em três “chamadas” consecutivas. Por outro lado não há nenhum clube que tenha emprestado mais do que um jogador à nossa equipa, algo pouco habitual, numa semana em que os ratings nem foram muito elevados… se exceptuarmos um jogador que nos habituou a notas arrasadoras: Lionel Messi.

Sem demoras, conheça os nossos craques e o que fizeram na quinta jornada.

GoalPoint-Onze-jornada-5-Champions-201819-infog
Clique para ampliar

Neto (Valência) 7.1O emblema espanhol perdeu por 1-0 em Turim e também a possibilidade de chegar aos oitavos-de-final. O seu guarda-redes, Neto, teve de lidar com a ameaça de Cristiano Ronaldo e fê-lo com grande competência, diga-se. O português registou nove remates, Mario Mandzukic cinco, e dos seis disparos enquadrados da Juventus, o guardião travou cinco, dois a remates na grande área e dois aos ângulos superiores.

Pavel Kadeřábek (Hoffenheim) 6.5 – Após conseguir dizer o nome do checo em voz alta, saiba que o lateral-direito do Hoffenheim foi o melhor da ronda na sua posição, apesar de os alemães terem caído perto do fim, em casa, frente ao Shakhtar de Paulo Fonseca. Pavel criou uma ocasião flagrante de golo em dois passes para finalização, registou 88 acções com bola e somou oito acções defensivas.

Jan Vertonghen (Tottenham) 7.2 – Os ingleses estão na luta com o Inter pelo apuramento através do segundo lugar do Grupo B, graças à vitória por 1-0 sobre os italianos, em casa. Mas tiveram de confiar num defesa-central para garantir esse mesmo triunfo. O belga esteve intransponível, registando 13 acções defensivas, entre elas sete intercepções (máximo da ronda) e um corte decisivo, evitando o golo do Inter. A sua nota poderia ter sido bem mais elevada, não tivesse desperdiçado uma ocasião flagrante.

Aymeric Laporte (Man City) 7.2 – O francês continua a espalhar classe no Manchester City. Os ingleses estão apurados e até empataram em casa do Lyon, mas o defesa-central esteve em todas. Marcou um golo, falhou apenas dois passes em 85 – acertou os cinco longos que realizou -, registou 94 acções com bola e somou um corte decisivo.

Angeliño Tasende (PSV) 6.8Jogo completo do lateral-esquerdo do PSV ante o Barcelona. O espanhol defendeu e atacou com igual competência, terminando a partida com a assistência para o golo de Luuk de Jong, quatro passes para finalização, incríveis quatro cruzamentos eficazes em cinco e nove acções defensivas.

James Milner (Liverpool) 7.6 – Um pêndulo. Milner pode já não ser o médio-ala explosivo de antes, mas continua a dar ao Liverpool uma grande clarividência nos processos ofensivos e defensivos. Os ingleses perderam na visita ao Paris Saint-Germain, mas o médio inglês foi o melhor em campo, com um golo (de penálti), três passes para finalização, dois cruzamentos eficazes em três tentativas e ainda seis desarmes, o máximo do jogo.

Marek Hamšík (Nápoles) 8.3O criativo do Nápoles arrasou o Estrela Vermelha. Um golo e uma assistência são as acções mais relevantes que o eslovaco realizou, mas nos registos contam ainda dois passes para finalização, 92% de passes certos – 14 longos, todos eficazes -, e ainda 112 acções com bola, oito recuperações de posse e quadro desarmes.

Maxwel Cornet (Ol. Lyon) 7.6 – Os franceses venceram em Manchester e empataram agora com o campeão inglês em casa, não se deixando intimidar pelo poderio da equipa de Pep Guardiola. Nesta quinta jornada, o costa-marfinense Cornet foi o melhor em campo, pois fez os dois golos do Lyon, em seis remates, e ainda criou uma ocasião flagrante de golo em dois passes para finalização.

Dušan Tadić (Ajax) 7.6 – O sérvio é uma das estrelas do Ajax e voltou a estar em plano de evidência, na vitória por 2-0 em Atenas que apurou os holandeses. O extremo fez os dois golos do jogo, em apenas três remates, e ainda registou três passes para finalização.

Taison (Shakhtar Donetsk) 8.5Grande jogo do brasileiro na Alemanha. Numa partida emocionante, o seu Shakhtar venceu por 3-2, sendo que o golo de Taison, o decisivo, foi apontado já em período de descontos. O atacante registou quatro remates, três deles enquadrados, e uma assistência em três passes para finalização.

Lionel Messi (Barcelona) 9.4Mais um jogo de grande nível de Messi, o melhor desta quinta jornada, com um rating a roçar a perfeição. O argentino fez um golo em seis remates (enquadrou quatro), na sequência de mais uma excelente demonstração de talento. “La Pulga” fez ainda uma assistência em cinco passes para finalização e completou duas de três tentativas de drible.

Fechamos com os “tops” individuais da jornada, por variável:

GoalPoint-Tops-Jornada-5-Champions-League-201819-infog
Clique para ampliar

Confira, jogo a jogo, os números que justificam a eleição dos melhores, nas tabelas de acompanhamento dos jogos GoalPoint, actualizada poucos minutos após o término de cada encontro da Liga dos Campeões! Pode também encontrar todo o histórico da época neste “link”, incluindo Champions e Liga NOS.

UCL 18/19 J5STATGPRMVP
0-2
1-2
2-3
2-2
5-1
1-0
1-0
0-2
2-0
2-0
1-2
1-0
0-0
2-1
3-1
3-1