Champions | Os melhores Ratings da fase de grupos! 🌠

-

Os melhores da Liga NOS

champions-league-top-performers-201617-portuguese-teams
Clique para ampliar

O FC Porto terminou a fase de grupos em alta em todos os sentidos: deu um pontapé (definitivo?) na crise de concretização, esmagou o campeão inglês e apurou-se para os oitavos. A somar a estes feitos, colocou ainda três “dragões” no pódio dos melhores desempenhos estatísticos entre jogadores que alinham em emblemas portugueses.

A ausência de “águias” deste top 5 poderá ser entendida como uma fraqueza ou então como uma confirmação de que o apuramento “encarnado” residiu mais no esforço colectivo do que no brilhantismo individual constante. Já entre os “leões”, à falta de mérito colectivo sobressaíram as figuras que mereciam prosseguir em prova, o já referido Adrien e o central Coates. O uruguaio não exprimiu a sua veia goleadora na Champions, mas foi um esteio defensivo constante, terminando com 19 intercepções (máximo leonino) e um ainda mais impressionante total de 27 alívios/cortes, alguns deles como último obstáculo entre o adversário e Rui Patrício.

Menção honrosa ainda para Gelson Martins e Gonçalo Guedes, dois “putos” que estiveram em alta. O extremo leonino foi um “quebra-cabeças” permanente, somando 2.9 dribles eficazes a cada 90 minutos, registo batido apenas por Thomas Lemar (Mónaco) e Ousmane Dembélé (Dortmund). Já Guedes aproveitou a vaga de Jonas para se assumir como a “águia” mais rematadora (18 disparos, dois deles convertidos em golo) e esforçado primeiro defesa da equipa: o avançado somou oito desarmes e cinco intercepções.

GoalPoint
GoalPoint
O GoalPoint.pt é um site produzido pela GoalPoint Partners, uma start-up especializada em análise estatística de futebol, que oferece serviços dirigidos a profissionais, media, patrocinadores/anunciantes e adeptos.