A Liga dos Campeões 2019/20 já arrancou e com ela surgiram já alguns resultados surpreendentes, como o empate do Sparta de Praga em Milão, com o Inter, ou a vitória do Paris Saint-Germain sobre o Real Madrid, neste caso pelos números alcançados, um 3-0 em França, ou a goleada do Dínamo de Zagreb por concludentes 4-0 na recepção à Atalanta, de Itália.

Para além disso, tivemos alguns desempenhos individuais extraordinários, como o de Robin Gosens, precisamente do emblema da Serie A, que registou nada menos que 12 desarmes, o de Marcelo, do Lyon, que ganhou dez duelos aéreos, ou o de Robert Lawandowski, do Bayern, autor de nove remates, cinco deles enquadrados.

Vários foram os jogadores que, pelas exibições realizadas, registaram GoalPoint Rating de grande relevo. Deixamos aqui o “Top 5” dos melhores desempenhos da ronda, devidamente enquadrados no nosso rating, dedicando especial atenção aos “lusos”, numa jornada em que o Olympiacos de Pedro Martins esteve em destaque pela positiva.

Argentino endiabrado, holandês à atenção do Benfica

GoalPoint-Ajax-Lille-Champions-League-201920-MVP
Clique para ampliar

José Fonte e Renato Sanches tiveram uma noite para esquecer na Holanda, frente ao Ajax. Um dos principais responsáveis pelo pesadelo gaulês foi o lateral-esquerdo argentino Nicolás Tagliafico. Sim, é um defesa, mas com recursos variados, que lhe permitiram marcar um golo, realizar uma assistência em três passes para finalização e ser o jogador mais interveniente, com 99 acções com bola. Na retaguarda esteve intratável, com 20 acções defensivas, entre elas oito desarmes e outras tantas intercepções. Esteve a um pequeno passo da nota máxima.

 

GoalPoint-RB-Salzburg-Genk-Champions-League-201920-MVP
Clique para ampliar

O sul-coreano do Salzburg arrasou o Genk, na recepção dos austríacos aos belgas. Para além de um golo, o avançado fez ainda duas assistências, criou três ocasiões flagrantes nos únicos três passes para finalização que realizou e mostrou uma eficácia de remate assinalável, com todos os quatro disparos enquadrados. Ajudou ainda o colectivo com seis recuperações de posse. Um jogador com apenas 23 anos a merecer a atenção do mundo do futebol e que surge na senda da qualidade de Son Heung-min, do Tottenham, a grande figura da selecção asiática.

 

 

GoalPoint-Dinamo-Zagreb-Atalanta-Champions-League-201920-MVP
Clique para ampliar

Desta feita, a grande figura dos homens de Zagreb não foi o espanhol Dani Olmo – embora tenha estado, mais uma vez, em bom plano. Na goleada à Atalanta, o croata Mislav Orsic foi o melhor em campo, tendo alcançado um “hat-trick”, num total de seis remates, quatro com boa direcção. Não atingiu uma nota mais elevada porque esteve mais discreto nos outros momentos do jogo – como demonstram os pobres 41% de eficácia de passe -, mas o brilharete com os três golos apontados ninguém lho tira.

 

 

GoalPoint-Lyon-Zenit-Champions-League-201920-MVP
Clique para ampliar

O Benfica que se cuide – as “águias” recebem os franceses a 23 de Outubro. É certo que o Olympique Lyonnais não foi além de um empate caseiro com o Zenit, no jogo que teve o primeiro golo da prova desta temporada, correspondente ao grupo dos “encarnados”, mas o holandês Memphis Depay esteve em grande plano, com um golo – de penálti, conquistado pelo próprio -, muitos remates (cinco, três deles enquadrados), três passes para finalização e seis dribles completos em nove tentativas. E ainda recuperou a posse de bola em cinco ocasiões, embora o seu forte não seja, definitivamente, os momentos defensivos.

 

GoalPoint-Bayern-Crvena-Zvezda-Champions-League-201920-MVP
Clique para ampliar

O espanhol já nos habituou ao seu futebol de qualidade ao longo de várias épocas, e parece que não perdeu o toque, apesar das lesões que o têm afectado. Thiago Alcântara foi a grande figura da vitória do Bayern de Munique sobre o Estrela Vermelha de Belgrado, com uma assistência em dois passes para finalização, um passe de ruptura, dez passes progressivos certos e uma entrega assinalável ao trabalho colectivo, como demonstram os sete desarmes e as três intercepções. Já para não falar das 130 acções com bola e nos nove passes longos certos em 11 tentativas.

 

Portugueses: Podence a criar, quarteto a “destruir”

GoalPoint-Olympiacos-Tottenham-Champions-League-201920-MVP
Clique para ampliar

O Olympiacos travou o finalista vencido da prova na época passada, o poderoso Tottenham, com um empate a duas bolas e muito futebol de ataque, num jogo escaldante em Atenas. O principal catalisador ofensivo da equipa de Pedro Martins foi o português Daniel Podence. O extremo ex-Sporting fez um golo, enquadrou três de quadro remates e completou cinco de sete tentativas de drible. Verdadeiramente endiabrado, mas também empenhado, pois recuperou a posse de bola em seis ocasiões.

 

 

GoalPoint-Nápoles-Liverpool-Champions-League-201920-MVP
Clique para ampliar

O lateral-esquerdo foi dado como dispensável pelo Nápoles no mercado de transferências e associado em diversas ocasiões a um eventual interesse do Benfica. Contudo, manteve-se em Itália e continua a merecer a confiança de Carlo Ancelotti. Na estrondosa vitória transalpina frente ao campeão europeu, Mário Rui esteve em excelente plano, pois criou uma ocasião flagrante de golo, recuperou oito vezes a posse de bola, fez quatro intercepções e ainda foi autor de um corte decisivo, a evitar um golo ao Liverpool.

 

 

GoalPoint-Dortmund-Barcelona-Champions-League-201920-MVP
Clique para ampliar

A vida não tem sido fácil para Nélson Semedo em Barcelona. Contudo, as exibições do lateral-direito neste arranque de época têm sido positivas, tanto a nível interno como na Europa. Na Alemanha – apesar do intenso domínio do Dortmund -, o português teve uma prestação competente, com três dribles completos e cinco desarmes, num total de 14 acções defensivas, e cinco passes longos completos em sete tentativas. A crítica a Nélson Semedo tem incidido os seus argumentos em eventuais debilidades defensivas, mas desta o lateral não deu margem para reparos.

 

 

GoalPoint-Benfica-RB-Leipzig-Champions-League-201920-MVP
Clique para ampliar

O Benfica perdeu em casa com o Leipzig na estreia esta época na Liga dos Campeões, mas Rúben Dias esteve em bom plano, sendo um dos mais aguerridos na luta contra os possantes jogadores contrários. O defesa-central registou 12 recuperações de posse, dez acções defensivas e realizou 11 passes progressivos certos – esteve, aliás, muito bem nas entregas, tendo completado 62 de 69 passes. No jogo pelo ar ganhou dois dos três duelos aéreos defensivos em que participou e “deu o corpo às balas” com dois bloqueios de remate.

 

 

GoalPoint-Olympiacos-Tottenham-Champions-League-201920-MVP
Clique para ampliar

O Tottenham enquadrou cinco de dez remates na deslocação a Atenas, sendo uma equipa sempre perigosa para o Olympiacos. O português José Sá teve algum trabalho, tendo “encaixado” dois golos, um deles de grande penalidade, não fez uma exibição de sonho, mas esteve atento quando foi chamado à acção. Ao todo, o ex-FC Porto somou três defesas, duas a remates na sua grande área. No momento de construção pecou um pouco nos passes longos, acertando apenas quatro de 12 tentativas.