[vc_tta_tabs][vc_tta_section i_icon_fontawesome=”fa fa-line-chart” add_icon=”true” title=”Ratings” tab_id=”1465571624475-01e55dfc-58e2″]
GoalPoint-Chelsea-Man-City-English-Premier-League-201819-Ratings
Clique para ampliar
[/vc_tta_section][vc_tta_section i_position=”right” i_icon_fontawesome=”fa fa-trophy” add_icon=”true” title=”MVP” tab_id=”1465571693503-4a0f9bf6-e654″]
GoalPoint-Chelsea-Man-City-English-Premier-League-201819-MVP
Clique para ampliar
[/vc_tta_section][vc_tta_section i_icon_fontawesome=”fa fa-futbol-o” add_icon=”true” title=”Stats” tab_id=”1465571672809-6f7d6717-7b04″]
GoalPoint-Chelsea-Man-City-English-Premier-League-201819-90m
Clique para ampliar
[/vc_tta_section][/vc_tta_tabs]

O Chelsea bateu o Manchester City em Stamford Bridge por 2-0 e impôs a primeira derrota da época na Premier League ao campeão ao título. Num jogo em que o domínio territorial pertenceu quase sempre aos visitantes, com os londrinos apenas a sacudir a pressão em determinados momentos, a formação na casa acabou por arrecadar os três pontos graças a golos dos improváveis N’Golo Kanté e David Luiz. Com este resultado, o Liverpool assumiu a liderança isolada da classificação, com os “blues” a ficarem agora a sete pontos dos “citizens”.

A equipa de Pep Guardiola teve sempre mais bola, terminando com 61% de posse, mais remates, eficácia de passe e impressionantes 13 pontapés de canto, contra somente um do Chelsea. Ainda assim, foi mesmo nesse lance que David Luiz fez o 2-0, no canto apontado por Eden Hazard, aos 78 minutos. O belga já havia assistido Kanté para o 1-0, em cima do intervalo. Porém, o melhor em campo foi mesmo o central ex-Benfica. David Luiz terminou com um GoalPoint Rating de 7.7, com um golo, cinco passes longos certos em oito, quatro duelos aéreos defensivos ganhos em cinco e 11 acções defensivas, entre elas sete alívios.