Luz assiste a chuva de recordes Liga NOS ⛈

-

A recepção do Benfica ao “lanterna vermelha” Desportivo das Aves terá surpreendido muitos, pelas dificuldades que os visitantes colocaram ao líder da Liga. Os avenses estiveram mesmo a ganhar por 1-0 – o único golo sofrido pelo Benfica em casa esta época, com excepção para a derrota com o FC Porto – e só sofreram a reviravolta muito perto do fim, num jogo em que foram empurrados para a sua grande área, fruto da “avalancha” ofensiva benfiquista.

Este contexto proporcionou um jogo com números raros e uma quantidade pouco usual de novos máximos fixados na Liga NOS 19/20, em termos de jogos, equipas e mesmo desempenhos individuais. Os mais sonantes foram, talvez, os relativos aos remates, a começar pelos totais.

Quando “tweetámos” sobre o novo máximo de remates na Liga de uma só equipa num jogo, estes iam ainda em 30, mas esse número terminou claramente acima. Ao todo os “encarnados” realizaram 36 remates, pulverizando por completo o anterior registo de 28, que pertencia ao Sporting, na recepção ao Moreirense, em encontro que, curiosamente, também terminou com triunfo pela margem mínima.

EquipaAdversárioRemates
BenficaDesportivo das Aves (C)36
SportingMoreirense (C)28
BoavistaVitória FC (F)27
FamalicãoTondela (C)27
Sp. BragaMarítimo (C)26

Este foi também o jogo da Liga 2019/20 que teve mais remates no total. Aos 36 dos “encarnados” juntaram-se os nove do Desportivo das Aves, pelo que se registaram 45 disparos nesta partida, mais oito que o segundo jogo, novamente o Sporting-Moreirense (37). Mas há mais.

É verdade. Até esta 16ª jornada nenhuma equipa havia registado mais de 18 remates dentro da grande área contrária. Tudo mudou nesta partida emocionante, com o Benfica a terminar com 29 disparos já dentro da área avense, mais 11 (!) que o(s) segundo(s) jogo(s), demonstrativo da autêntica avalancha ofensiva benfiquista.

EquipaAdversárioRemates na área
BenficaDesportivo das Aves (C)29
PortoPortimonense (F)18
BragaMarítimo (C)18
BragaPaços de Ferreira (C)18
Rio AveTondela (C)17
FamalicãoTondela (C)17

Anteriormente tinham-se registado três jogos com 18 remates dentro da grande área, na visita do Porto a Portimão e nas recepções do Sporting de Braga a Marítimo e Paços de Ferreira, números só verificados quando uma das equipas empurra os adversários para as suas áreas. Mas… ainda há mais.

Uma fortaleza voadora

O jogo desta sexta-feira na Luz fixou também o máximo de duelos aéreos registados num só jogo esta época na Liga. Foram nada menos que 61, batendo os 59 do Marítimo Portimonense. O grande responsável por este número colectivo foi o benfiquista Gabriel. O médio ganhou nada menos que 18 duelos aéreos, repartindo equitativamente entre defensivos e ofensivos (num total de 28… 14 defensivos e outros tantos ofensivos). João Palhinha, do Sporting de Braga, era o dono do máximo anterior, 15, fixado na visita ao Boavista.

Para o brasileiro não se ficar a rir, Pizzi fixou outro máximo, o de remates individuais. O brigantino foi o melhor em campo, marcou de penálti e terminou com oito disparos, mais um que o anterior máximo de sete, que pertencia a oito jogadores diferentes.

Para terminar, mais alguns números colectivos: na Liga 2019/20 nenhuma equipa fez mais passes para finalização com origem em bolas paradas do que o Benfica, nada menos que dez, mais um que o Santa Clara na recepção ao Vitória de Setúbal e mais dois que o Porto em casa também com os sadinos. Para além disso, nesta partida na Luz o Benfica beneficiou de 18 cantos, mais quatro que o Santa Clara em casa com o Famalicão e que o próprio Benfica na recepção, mais uma vez, ao Vitória sadino.

E pronto, já chega, não? Não… deixamos um último “tweet” com mais um número que, não sendo novo máximo, tem a sua piada.

GoalPoint
GoalPoint
O GoalPoint.pt é um site produzido pela GoalPoint Partners, uma start-up especializada em análise estatística de futebol, que oferece serviços dirigidos a profissionais, media, patrocinadores/anunciantes e adeptos.
GoalPoint

GRÁTIS
BAIXAR