(artigo publicado originalmente a 10 de Maio de 2018)

A permanência de Rui Patrício em Alvalade é, neste momento, uma incógnita, após uma grande época que não nos temos cansado de destacar, com números. O guarda-redes parecia ter tudo para vir a tornar-se no “Buffon de Alvalade”, mas as manchetes dão conta da eventual abertura do Sporting em negociar o seu guardião capitão, com o Nápoles à cabeça dos interessados.

Como se compara o desempenho do campeão europeu na época em curso (Liga NOS) face ao que vão fazendo alguns colegas ao serviço dos principais clubes europeus, nas suas Ligas domésticas? É este o exercício que propomos, não só para Rui Patrício, mas para todos os jogadores que viermos, de hoje em diante, a cobrir na rubrica “Cinco duelos com”, com muito pouca “conversa” e todo o destaque para os números.

Eis os resultados deste exercício, no qual o guardião leonino se cruza com alguns nomes conhecidos, outros que até foram seus rivais na Liga NOS e em que no final, pesem as devidas diferenças (a ter em conta) entre realidades competitivas, perde apenas para aquele que, para muitos, é o guarda-redes em melhor momento de carreira em toda a Europa, no que toca aos GoalPoint Ratings.