FC Porto | Cinco soluções para a seca de golos

-

Franco Jara (Pachuca)
Argentino, 28 anos

Jara-Pachuca-Data-Scouting-PortoSe é rumor ou realidade não sabemos, mas foi recentemente noticiado o interesse do FC Porto no ex-benfiquista Lima. Ora se este alegado interesse tiver como base a experiência, o conhecimento do campeonato português e a possibilidade de dar uma bicada no rival, é preciso dizer que Franco Jara tem mostrado no México ser melhor opção que o brasileiro.

Depois de ter marcado 17 golos na época 2015/16, o argentino voltou a fazer um excelente Torneo Apertura já na presente época, chegando à dezena de golos em apenas 15 jogos. No México, Franco Jara tem tido bastantes oportunidades (algo que nunca aconteceu no Benfica) e tem conseguido mostrar que as comparações com Lisandro López, nos dotes goleadores e não só, faziam mesmo sentido.

Entre as nossas cinco escolhas, Jara é aquele que mais defensivamente trabalha para a equipa (2,1 acções defensivas por jogo), o que sofre mais faltas, o segundo (atrás de Benítez) que mais dribles eficazes faz por jogo, e ainda o segundo (atrás de Borja) que mais ocasiões cria.

Os números citados acima já são suficientes para mostrar a qualidade de Jara, mas importa ainda referir que o argentino enquadra 54% dos remates que faz dentro da área e concretiza 57% das ocasiões flagrantes de que dispõe.

Um avançado quase completo e com certeza com “sede” de provar que não se viu o melhor dele em Portugal.

https://www.youtube.com/watch?v=fAiD6leeIsU

Raúl Ruidíaz (Monarcas Morelia)
Peruano, 26 anos

Ruidiaz-Monarcas-Morelia-Data-Scouting-PortoÉ o único que nunca passou pela Europa, aquele cuja estampa física levanta mais desconfiança (1,69m), mas também o maior goleador dos cinco em 2016, com um golo a cada 96 minutos.

Ruidíaz trocou em Junho o campeonato peruano, onde já levava dez golos, pelo mexicano, mas a cadência goleadora não se ressentiu, e no novo país marcou mais 11 em apenas 15 jogos. Os seus números na finalização são, de longe, os melhores dos cinco. Dos remates que fez dentro da área, 62% foram enquadrados com a baliza, e concretizou 81% das ocasiões flagrantes de que dispôs. Estes números mostram o motivo por que Ruidíaz chegou aos 21 golos no ano de 2016 e também o porquê de poder ser uma das melhores soluções para o FC Porto.

Não lhe peçam para dar tanto ao jogo noutras vertentes como outros exemplos aqui apresentados, mas dentro da área “perdoar” não é palavra que caiba no dicionário deste peruano – algo que fará os adeptos do FC Porto arregalar os olhos neste momento.

Desde 2012 que Ruidíaz não tem uma época com menos de dez golos. Não há razões nenhumas para acreditar que isso seria diferente no Dragão, muito pelo contrário.

Deixamos-lhe um quadro-resumo dos cinco goleadores.

GoalPoint-5-solucoes-seca-golos-FC-Porto-Liga-NOS-201617-infog
Clique para ampliar

GoalPointPro
GoalPointProhttp://www.goalpoint.pt/pro
A GoalPointPro é a unidade da GoalPoint Partners dedicada à oferta de serviços de consultoria de alta qualidade, dirigidos ao mundo do futebol profissional.