Colômbia 🆚 Inglaterra | Pazes feitas com os penáltis 🦁

-

[vc_tta_tabs][vc_tta_section i_icon_fontawesome=”fa fa-line-chart” add_icon=”true” title=”Ratings” tab_id=”1465571624475-01e55dfc-58e2″]
GoalPoint-Colombia-England-WC2018-Ratings
Clique para ampliar
[/vc_tta_section][vc_tta_section i_position=”right” i_icon_fontawesome=”fa fa-trophy” add_icon=”true” title=”MVP” tab_id=”1465571693503-4a0f9bf6-e654″]
GoalPoint-Colombia-England-WC2018-MVP
Clique para ampliar
[/vc_tta_section][vc_tta_section i_icon_fontawesome=”fa fa-futbol-o” add_icon=”true” title=”Stats” tab_id=”1465571672809-6f7d6717-7b04″]
GoalPoint-Colombia-England-WC2018-120m
Clique para ampliar
[/vc_tta_section][/vc_tta_tabs]

A selecção de Inglaterra apurou-se para os quartos-de-final do Mundial 2018. A formação europeia esteve a ganhar à Colômbia até aos descontos do tempo regulamentar, acabou por se deixar empatar, mas foi mais forte no desempate por grande penalidades. Isto num jogo intenso desde o primeiro minuto, com algumas picardias, duro e nervoso. Se os britânicos são useiros e vezeiros em baquear emocionalmente nas grandes competições, em especial nos penáltis, desta feita foram mais fortes.

A primeira parte teve pouco futebol e muito despique individual, com algumas disputas quezilentas. Os ingleses assumiram mais o jogo, perante uma formação sul-americana na expectativa, mas sem conseguir lançar os seus habituais lances de contra-ataque. Assim, Inglaterra chegou ao intervalo com 55% de posse de bola, oito remates contra quatro (um enquadrado para cada um). As dificuldades colombianas no ataque espelhavam-se no facto de todos os seus remates terem sido realizados de fora da área.

Nesta fase, o melhor em campo era Kieran Trippier. O lateral inglês registava um rating de 6.2, essencialmente devido a dois passes para finalização.

A segunda parte começou com a Inglaterra no ataque e o golo surgiu aos 57 minutos. Carlos Sanchéz fez falta na área sobre Harry Kane e o ponta-de-lança inglês converteu com êxito a respectiva grande penalidade. Um golo que afectou um pouco os colombianos, e estes só conseguiram reagir e tomar conta da posse de bola, em busca do ataque, por volta dos 75 minutos.

E essa ambição acabou por dar frutos em tempo de descontos, aos 93 minutos. Canto da direita cobrado por Juan Cuadrado e Yerry Mina saltou mais alto que todos para empatar a partida, fazendo o seu terceiro golo na competição.

O prolongamento foi intenso, competitivo, de parada e resposta e equilibrado, na posse, mas com ligeiro ascendente colombiano no remate. Contudo não foi o suficiente para haver mais golos, pelo que o jogo foi para o desempate por penáltis. E aqui, David Ospina defendeu o pontapé de Jordan Henderson, Mateus Uribe atirou à barra e Jordan Pickford travou o pontapé de Carlos Bacca, cabendo a Eric Dier apurar os ingleses.

O melhor em campo acabou por ser Yerry Mina. O possante central colombiano fez o golo do empate em cima do apito final, levando o jogo a prolongamento, e ao longo dos 120 minutos registou 16 acções defensivas, entre elas dez alívios, e ganhou quatro de sete duelos aéreos. Terminou com um GoalPoint Rating de 8.1.

GPR-contest-World-Cup-2018-leaderboard-1

GoalPoint
GoalPoint
O GoalPoint.pt é um site produzido pela GoalPoint Partners, uma start-up especializada em análise estatística de futebol, que oferece serviços dirigidos a profissionais, media, patrocinadores/anunciantes e adeptos.