Conhece a história (e a música) dos mais famosos cânticos do futebol?

Os cânticos são, a par das coreografias, uma das "armas" de afirmação dos adeptos do futebol no Mundo inteiro. Conheça a história de alguns dos mais emblemáticos exemplos.

liverfans
Liverpool é uma das “editoras” de cânticos mais relevantes

Os cânticos dos adeptos são uma parte fundamental associada ao factor “12º jogador” e elemento característico de um jogo de futebol. Do coro uníssono dos adeptos ingleses à vocalização vigorosa das claques italianas, polacas, portuguesas e outras, existem inúmeros exemplos de um processo tradicional entre os adeptos do futebol: a escolha de uma música que dá lugar a um cântico de apoio a uma equipa de futebol, muitas vezes copiado e readaptado de modo a adaptar-se ao dizer e sentir de cada país e cada clube. Partilhamos o som e a história de cinco casos exemplificativos, entre cânticos que perduram aos “sons” da moda nos estádios.

 

1. You’ll never walk alone

Origem: Liverpool FC
Adoptado por: Celtic FC, Dortmund entre outros

Um dos mais famosos cânticos do mundo do futebol, senão o maior, “You’ll never walk alone” (Nunca caminharás sozinho) é o som associado aos “reds” de Liverpool. A origem do cântico data de 1963, quando Gerry Marsden apresentou o mítico Bill Shankly ao som de uma cover do grupo Gerry & The Pacemakers da canção com o mesmo nome. A música que fundamenta o hino oficial do Liverpool tem, no entanto, uma origem mais longínqua, mais precisamente o ano de 1945 aquando do aparecimento daquele que foi eleito pela revista Time como o melhor musical do século XX, o Rodgers & Hammerstein Musical Carousel.

Como é hábito no mundo do futebol o hino dos “reds” foi adaptado ao longo do tempo por inúmeros clubes, entre os quais se encontram o Celtic FC, os germâncios Kairserlautern e St. Pauli e Dortmund, os holandeses Feyenoord e Twente e até os japoneses do FC Tokyo.

Eis a música original que sustenta este ícone sonoro do futebol mundial: