Coreia do Sul 🆚 México | De Vela para os “oitavos” ⛵

-

[vc_tta_tabs][vc_tta_section i_icon_fontawesome=”fa fa-line-chart” add_icon=”true” title=”Ratings” tab_id=”1465571624475-01e55dfc-58e2″]
GoalPoint-South Korea-Mexico-WC2018-Ratings
Clique para ampliar
[/vc_tta_section][vc_tta_section i_position=”right” i_icon_fontawesome=”fa fa-trophy” add_icon=”true” title=”MVP” tab_id=”1465571693503-4a0f9bf6-e654″]
GoalPoint-South Korea-Mexico-WC2018-MVP
Clique para ampliar
[/vc_tta_section][vc_tta_section i_icon_fontawesome=”fa fa-futbol-o” add_icon=”true” title=”Stats” tab_id=”1465571672809-6f7d6717-7b04″]
GoalPoint-South Korea-Mexico-WC2018-90m
Clique para ampliar
[/vc_tta_section][/vc_tta_tabs]

O México prossegue a sua caminhada vitoriosa no Mundial 2018 e deu um passe importante rumo ao apuramento para os oitavos-de-final. Na segunda jornada do Grupo F, a equipa mexicana bateu a Coreia do Sul por 2-1, num jogo em que foi sempre superior e deu a ideia de não ter nunca a vantagem em perigo. No segundo tempo até deu a iniciativa aos asiáticos, que remataram mais, mas a eficácia na frente de ataque garantiu dois golos sem resposta.

A primeira parte foi intensa e bem jogada pelas duas selecções. Os sul-coreanos não mostraram qualquer tipo de subserviência face ao favoritismo mexicano, apesar do domínio que os “aztecas” reivindicaram nesta fase. Superioridade essa que ficou expressa no único golo até ao intervalo, marcado de penálti aos 26 minutos por Carlos Vela – castigo por mão de Jang Hyun-Soo na grande área.

Ao descanso, o México era a melhor equipa, com 68% de posse de bola, 90% de eficácia de passe, cinco remates, três enquadrados. E o melhor em campo era Carlos Vela, com um rating de 6.8. A Coreia registava oito disparos (dois com boa direcção), em especial devido ao perigo quase constante criado pela estrela da companhia, Son Heung-Min, que à sua conta tinha seis “tiros”.

Corajosa reacção da Coreia do Sul no segundo tempo, a assumir o jogo e a tentar chegar ao empate, sempre liderada por Son. O problema é que dava espaços na retaguarda e, aos 66 minutos, a formação mexicana ampliou a vantagem, num rápido contra-golpe de três para dois defesas. Hirving Lozano encontrou “Chicharito” Hernández e este facturou, após tirar um defesa da frente.

O inconformismo coreano teve a sua merecida recompensa já nos descontos, pelo suspeito do costume, Son Heung-Min. O jogador do Tottenham arrancou um espectacular remate de fora da área, em arco, e reduziu para 2-1.

Mas já era tarde. O México venceu e voltou a convencer, terminando o jogo com 58% de posse, embora menos remates (13-17), e 87% de eficácia de passe. O melhor foi Carlos Vela, com um GoalPoint Rating de 7.6, fruto de um golo, três passes para finalização, eficácia nos quatro dribles que tentou, sete recuperações de posse e cinco faltas sofridas.

GPR-contest-World-Cup-2018-leaderboard-1

GoalPoint
GoalPoint
O GoalPoint.pt é um site produzido pela GoalPoint Partners, uma start-up especializada em análise estatística de futebol, que oferece serviços dirigidos a profissionais, media, patrocinadores/anunciantes e adeptos.
GoalPoint

GRÁTIS
BAIXAR