Costa Rica 🆚 Sérvia | Kolarov desbloqueia jogo 💥

-

[vc_tta_tabs][vc_tta_section i_icon_fontawesome=”fa fa-line-chart” add_icon=”true” title=”Ratings” tab_id=”1465571624475-01e55dfc-58e2″]
GoalPoint-Costa Rica-Sérvia-WC2018-Ratings
Clique para ampliar
[/vc_tta_section][vc_tta_section i_position=”right” i_icon_fontawesome=”fa fa-trophy” add_icon=”true” title=”MVP” tab_id=”1465571693503-4a0f9bf6-e654″]
GoalPoint-Costa Rica-Sérvia-WC2018-MVP
Clique para ampliar
[/vc_tta_section][vc_tta_section i_icon_fontawesome=”fa fa-futbol-o” add_icon=”true” title=”Stats” tab_id=”1465571672809-6f7d6717-7b04″]
GoalPoint-Costa Rica-Sérvia-WC2018-90m
Clique para ampliar
[/vc_tta_section][/vc_tta_tabs]

A Sérvia entrou da melhor forma no Grupo E. Num jogo tenso, em que se deparou com uma Costa Rica mais interessada em não sofrer golos do que em marcá-los, a formação dos Balcãs facturou por Kolarov no segundo tempo, através de um livre directo, e recuou para segurar uns importantes três pontos.

A primeira parte teve mais Sérvia. A formação dos Balcãs mostrou-se sempre mais ofensiva, com mais iniciativa, expressa em 61% de posse de bola e muita presença no meio-campo contrário. Os sérvios conduziram a maior parte dos seus ataques pelo flanco direito, cerca de 53%, mas a presença de muitos jogadores contrários na defesa complicou sobremaneira a tarefa de Aleksandar Mitrovic e do espectacular Sergej Milinkovic-Savic, que esteve perto de marcar num vistoso pontapé de bicicleta. Daí registarem menos remates ao descanso.

Os costa-riquenhos, porém, nunca descuraram o contra-ataque, registando mesmo a única ocasião flagrante do primeiro tempo. Ainda assim, o melhor em campo nesta altura estava lá atrás, o guarda-redes Keylor Navas, com um rating de 6.2.

Navas que, logo aos 51 minutos, viu Mitrovic surgir isolado à sua frente, mas realizou uma estupenda defesa, evitando o golo mais que certo da Sérvia. Mas nada conseguiu fazer quando, aos 56 minutos, Aleksandar Kolarov bateu um livre directo da direita de forma irrepreensível, para o 1-0. Estava feito o mais difícil, ao sexto remate sérvio, terceiro da segunda parte. Desde o intervalo, a Costa Rica não registava qualquer disparo, e tinha agora de ir atrás do prejuízo.

E a verdade é que foi mesmo. A partir deste momento só deu Costa Rica, ao ponto de terminar a segunda parte 66% de posse de bola. Porém, não conseguiu mais do que cinco remates, um enquadrado, e não chegou a ser um verdadeiro perigo no ataque. Por esse motivo, o 1-0 para os sérvios acaba por premiar a maior ambição dos europeus ao longo da maior parte do jogo.

O melhor em campo acabou por ser Milinkovic-Savic que, apesar de ṇo ter marcado, realizou dois remates, criou uma ocasịo flagrante em tr̻s passes para finaliza̤̣o, completou quatro de cinco tentativas de drible e ganhou quatro de oito duelos a̩reos Рregistou o GoalPoint Rating de 6.9.

GPR-contest-World-Cup-2018-leaderboard-1

GoalPoint
GoalPoint
O GoalPoint.pt é um site produzido pela GoalPoint Partners, uma start-up especializada em análise estatística de futebol, que oferece serviços dirigidos a profissionais, media, patrocinadores/anunciantes e adeptos.
GoalPoint

GRÁTIS
BAIXAR