Craque do Dia | “Fiéis” de Chiesa rendidos ao extremo ⛪️

-

A Itália ganhou a Espanha no desempate por grandes penalidades, após o 1-1 no prolongamento da primeira meia-final, e apurou-se para o jogo decisivo do EURO 2020, 21 anos após a última presença (em 2000). Num jogo muito bem disputado, em especial a partir da segunda parte do tempo regulamentar, vários foram os jogadores em destaque, mas um captou a admiração dos GoalPointers. Desta vez foi muito renhido, mas o italiano Federico Chiesa foi eleito Craque do Dia, com 37,9% dos votos, à frente de Dani Olmo e Jorginho.

Espanha dominou a posse de bola durante praticamente todo o encontro, obrigando Itália a recorrer ao seu tradicional – mas até agora em desuso – estilo mais defensivo, aplicando grande velocidade nas transições, com vários jogadores a subirem em bloco, cada um pelo seu “canal” ofensivo. Chiesa foi um dos jogadores que mais desequilibrou nesses momentos, graças à sua velocidade e capacidade para mudar de direcção, sempre a uma rotação elevada.

GoalPoint-Italy-Spain-EURO-2020-Chiesa
Clique para ampliar

Num desses lances, Chiesa recolheu uma bola sola na área, virou-se, ganhou espaço e atirou em arco para um grande golo, o 1-0 que, até aos 80 minutos, colocou Itália na final sem necessidade de prolongamento. O jogador da Juventus somou dois remates, ambos enquadrados, e ainda criou uma ocasião flagrante de golo, desperdiçada por Berardi.

Entrega total ao jogo

[ As 23 acções com bola de Chiesa ]

GoalPoint-Federico-Chiesa-Italy-Spain-Touches-EURO2020
Clique para ampliar

Chiesa não teve uma interveniência demasiado activa no jogo, muito por culpa da forma como os acontecimentos se foram desenrolando. Ao todo somou 23 acções com bola, mas pelo mapa de acções nota-se claramente que fez um jogo de entrega, numa ajuda constante ao lateral-direito italiano, Di Lorenzo, participando depois nas transições rápidas. Aliás, o extremo de apenas 23 anos terminou os 90 minutos regulamentares exausto, acabando substituído no prolongamento. Mas a sua missão estava cumprida.

Um dos mais influentes de Itália

GoalPoint-European-Championship-Finals-2018-Federico-Chiesa-infog
Clique para ampliar

Federico não começou o EURO entre as escolhas iniciais, mas ao entrar mostrou logo qualidade, ao ponto de Roberto Mancini começar a dar-lhe oportunidades de início, e Chiesa não desiludiu. Ao todo somou até agora dois golos em 356 minutos, demonstrou qualidade no drible (embora não passe dos 45% de eficácia) e de remate. Agora vem a final e Chiesa deverá ser um dos elementos apontados à baliza de Inglaterra ou Dinamarca.

Pedro Tudela
Pedro Tudela
Profissional freelancer com 19 anos de carreira no jornalismo desportivo, colaborou, entre outros media nacionais, com A Bola e o UEFA.com.