O português Cristiano Ronaldo é, definitivamente, um fenómeno. Não o brasileiro, mas o luso. Aos 33 anos, o madeirense não pára de bater recordes a nível de clube e de selecções, tendo arrasado mais um, após o “hat-trick” que apontou no empate 3-3 de Portugal com Espanha, esta sexta-feira, em partida do Grupo B do Mundial 2018. Mas bastou-lhe um, o primeiro, logo aos quatro minutos, de penálti, para se tornar no primeiro jogador da História a facturar em oito fases finais de grandes competições de selecções nacionais.

GoalPoint-Facto-Dia-15-Jun-Cristiano-Ronaldo-infog
Clique para ampliar

O capitão da Selecção das “quinas” foi o melhor em campo frente aos espanhóis, numa exibição portentosa, e com este desempenho fixou mais algumas marcas. A reter:

  • O primeiro golo de Ronaldo no jogo foi o mais rápido de Portugal num Mundial desde 1966, quando José Augusto marcou ao 1′,35” frente à Hungria.
  • Cristiano é o quarto jogador a marcar em quatro Mundiais distintos, a par de Pelé, Miroslav Klose e Uwe Seeler.
  • O português marcou mais de um golo num Mundial pela primeira vez… e foram logo três num só jogo.
  • Ronaldo fez o seu 51º “hat-trick” da carreira (clubes e selecção), e este foi também o 51º “hat-trick” registado em Mundiais.
  • O livre directo de CR7 foi o primeiro que converteu em fases finais, à 45ª tentativa, no conjunto de Mundiais e Europeus.

Confira todos os ratings e análise do Portugal 3 – 3 Espanha (link)