Croácia 🆚 Nigéria | Experiência croata vale liderança ⭐

-

[vc_tta_tabs][vc_tta_section i_icon_fontawesome=”fa fa-line-chart” add_icon=”true” title=”Ratings” tab_id=”1465571624475-01e55dfc-58e2″]
GoalPoint-Croácia-Nigeria-WC2018-Ratings
Clique para ampliar
[/vc_tta_section][vc_tta_section i_position=”right” i_icon_fontawesome=”fa fa-trophy” add_icon=”true” title=”MVP” tab_id=”1465571693503-4a0f9bf6-e654″]
GoalPoint-Croácia-Nigeria-WC2018-MVP
Clique para ampliar
[/vc_tta_section][vc_tta_section i_icon_fontawesome=”fa fa-futbol-o” add_icon=”true” title=”Stats” tab_id=”1465571672809-6f7d6717-7b04″]
GoalPoint-Croácia-Nigeria-WC2018-90m
Clique para ampliar
[/vc_tta_section][/vc_tta_tabs]

A Croácia assumiu a liderança do Grupo D do Mundial, ao arrancar a sua participação com uma vitória por 2-0 sobre a Nigéria, e beneficiando do empate entre Argentina e Islândia a uma bola. Num jogo em que os europeus foram superiores, mas em que os africanos estiveram à altura dos acontecimentos, a experiência croata acabou por ser decisiva, aproveitando a infelicidade do ex-Feirense Peter Etebo e um penálti quando os nigerianos tentavam o empate.

Jogo repartido nos primeiros minutos, com a Nigéria a tentar ser mais pressionante em termos ofensivos, mas a não mostrar ideias para desequilibrar uma defensiva da Croácia muito tranquila no posicionamento e a lançar transições rápidas. Por volta da meia-hora, os europeus tinham mais posse de bola (54%), mas menos um remate que os africanos (2-3), embora nenhuma equipa tivesse conseguido ainda enquadrar os seus disparos. Até que, aos 32 minutos, a Croácia colocou-se na frente. Canto da direita, Mario Mandzukic cabeceou e Peter Etebo desviou para a própria baliza.

O jogo chegou ao descanso com 1-0 no marcador e com a particularidade de não se ter verificado nenhum remate enquadrado em 45 minutos, num total de 13 (sete da Croácia). A formação dos Balcãs foi a melhor até esta altura, com 55% de posse de bola e 82% de eficácia de passe. O jogador em destaque era Ante Rebic, com um rating de 5.9.

A Nigéria pegou mais no jogo no segundo tempo, com 52% de posse de bola nos primeiros 15 minutos do segundo tempo, quatro remates, um enquadrado (o primeiro do jogo, que surgiu apenas aos 59 minutos, por Odion Ighalo), mas ficou mais exposta ao contra-ataque croata, sempre perigoso.

Numa das investidas dos europeus, William Troost-Ekong fez falta sobre Mandzukic na grande área e Luka Modric, na cobrança do respectivo penálti, não desperdiçou o ensejo de fazer o 2-0, aos 72 minutos. Um golo ao décimo remate croata, extraordinariamente o único enquadrado até ao momento.

A Nigéria bem tentou dar a volta ao texto, mas teve pela frente uma Croácia experiente e personalizada, que terminou com 55% de posse e o encontro completamente controlado, apesar de os africanos terem terminado com mais dois remates (14) e os mesmos enquadrados (2). Destaque para Ivan Rakitic, o melhor na partida de Kaliningrad, com um GoalPoint Rating de 6.7. O jogador do Barcelona realizou três passes para finalização, registou 88 acções com bola (o segundo registo mais alto, atrás das 94 de Etebo) e 86% de eficácia de passe.

GPR-contest-World-Cup-2018-leaderboard-1

GoalPoint
GoalPoint
O GoalPoint.pt é um site produzido pela GoalPoint Partners, uma start-up especializada em análise estatística de futebol, que oferece serviços dirigidos a profissionais, media, patrocinadores/anunciantes e adeptos.
GoalPoint

GRÁTIS
BAIXAR