David Carmo: que voltes depressa a jogar assim

-

Quis o azar que o “guerreiro” David Carmo se lesionasse com gravidade, na meia-final da Taça de Portugal, precisamente a ensaiar um dos lances que melhor executa: o desarme/bloqueio de remate adversário. A dividida com Luis Díaz interrompeu uma época de afirmação do jovem central de 21 anos ao serviço do Sporting de Braga, o emblema que representa há seis épocas, após passagens por Sanjoanense, Anadia, Benfica, Estarreja e Beira-Mar, ainda na fase inicial da sua formação. O promissor “guerreiro” enfrenta uma paragem prevista de quatro meses.

A melhor forma que encontrámos de lhe desejar um rápido e saudável regresso a um percurso feliz foi precisamente mostrarmos o que e como jogou David Carmo até agora. E é precisamente isso que iremos fazer em seguida.

O aspirador “Rainbow” com que Klopp quer limpar o perigo

Um rapaz português de 21 anos de 1,96m e bom de bola não é um filtro de pesquisa que devolva certamente muitos resultados. David Carmo preenche-os, ao ponto de ter, supostamente, levado o Liverpool de Jürgen Klopp (flagelado por lesões esta época) a tentar levá-lo para a Premier League na última janela de mercado, num negócio que ascenderia a cerca de €24M até ao Verão, por um jogador com um valor de mercado actual de cerca de €8,5M.

[ Os principais números de David Carmo na Liga 20/21 ]

Clique para ampliar

O GoalPoint Rating de David Carmo é um bom exemplo do fim para o qual o usamos: um alerta, seja ele aparentemente positivo ou negativo. Como pode um jogador promissor, que desperta a cobiça de Klopp e Cia, num clube dos que recorre aos analytics (de forma comprovadamente eficaz), apresentar uma “nota” que, apesar de positiva, não impressiona? O contexto.

Em primeiro lugar importa perceber o porquê de David Carmo somar apenas 990 minutos em 1620 possíveis na Liga, e logo aí encontramos as primeiras pistas. Apenas por duas vezes o central não alinhou em dois jogos seguidos, na Liga: a primeira devido a um castigo na sequência do vermelho visto na visita ao rival Vitória SC (à 5ª jornada), e a segunda, pouco depois, por infecção COVID-19, entre a 11ª e a 12ª jornadas. A estes aspectos devemos somar ainda a ausência de acções para golo (apesar do sucesso aéreo, que iremos conferir), a média de faltas cometidas (cerca de três a cada 90′) e consequências disciplinares (dois vermelhos e cinco jogos perdidos por razões disciplinares, em todas as competições), na tentativa de compreender as razões para um rating à primeira inesperado.

Mas quer isto dizer que Carmo não apresenta razões estatísticas que fundamentem o seu “hype”? Claro que não, e é precisamente isso que vamos provar a seguir, demonstrando como um rating deve ser apenas um “alarme” para melhor compreendermos o contexto de um jogador. A verdade é que, apesar das questões acima referidas, David Carmo já é uma autêntica máquina de limpeza de alto rendimento.

Tinhas a bola? Já não tens

Lembra-se do “hype” em torno do facto de o central holandês Van Dijk ter passado uma época inteira sem conceder um drible? David Carmo não chega a esse ponto, mas anda perto, o que será uma primeira pista para o interesse “red” nos seus serviços. Com 1,7 desarmes a cada 90 minutos, o central bracarense tem outros sete centrais à sua frente, na média desta variável (num ranking liderado por Cláudio Falcão, do Farense), mas apenas um rivaliza com Carmo na eficácia com que executa essa acção: Carmo falha apenas 35% dos desarmes que tenta (contra 31% do pacense Marcelo). Em jeito de comparação fique a saber que o campeão europeu Pepe (FC Porto) se fica nos 36%. E mais: nenhum dos tais sete centrais permite menos dribles a cada 90 minutos do que Carmo (apenas dois nos 990 minutos jogados).

[ Os desarmes (azul) e dribles permitidos (vermelho) por Carmo na Liga até à 18ª jornada ]

Essa bolinha não vai lá chegar

Para lá do desarme, Carmo soma também mapas interessantes na hora de ler e posicionar-se rumo à antecipação das decisões dos adversários, seja na intercepção de passes ou nos (muito) importantes bloqueios de remates, sendo que neste último indicador surge à frente de qualquer outro central, entre as quatro equipas que disputam o pódio da Liga.

[ As intercepções de passe e os bloqueios de remate do português ]

Pelo ar? O mais certo é ele ganhar

Nem sempre a elevada estatura é sinónimo de jogo aéreo eficaz, mas no caso de Carmo a expectativa confirma-se, seja a atacar ou defender. O central vence 72% dos duelos aéreos defensivos que trava e, na hora de atacar, chega na mesma aos 70%. E a isso junta a frequência com que, sem disputa, procura afastar o perigo da sua área, de cabeça. Novamente em jeito de comparação, e recorrendo a referências dos “grandes”: Seba Coates (Sporting) vence 78% dos duelos aéreos defensivos que ganha, enquanto Jan Vertonghen se fica pelos 70%, ambos “aviadores” reconhecidos.

[ Os mapas de duelos aéreos (a azul os ganhos) e alívios de cabeça do “guerreiro” ]

A melhorar? O aproveitamento da superioridade aérea no jogo ofensivo. Carmo já alvejou as balizas adversárias em nove ocasiões, oito delas de cabeça, entre as quais três enquadradas com a baliza. Faltam, por isso, os golos que poderão casar muito bem com a sua capacidade para chegar mais alto/mais cedo ao esférico.

[ Os disparos de Carmo na Liga, oito deles de cabeça ]

Clique para ampliar

Central com mais bola da Liga

David Carmo é o central da Liga com mais acções com bola (81 a cada 90 minutos). Porquê? Porque é também aquele que soma mais tentativas de passe, sinal claro da responsabilidade que Carvalhal lhe vinha conferindo na saída com bola do Braga. E a verdade é que Carmo executa o gesto com eficácia assinalável (84%), sobretudo porque devemos ter em conta que apresenta também a mais elevada distância média de passe eficaz (22,9 metros), entre todos os centrais da Liga com mais de 810 minutos jogados (50% do tempo de jogo possível).

[ O mapa dos “pontos de partida” dos 756 passes de Carmo na Liga ]

Clique para ampliar

Esta análise deu-nos um gozo especial por duas razões. Em primeiro lugar por exemplificar a forma como relativizamos o nosso GoalPoint Rating e o utilizamos sobretudo como uma ferramenta complementar de “alarmística”, motivadora de uma análise mais profunda, tenha o jogador um rating surpreendentemente alto ou inesperadamente médio/baixo. Em segundo lugar porque os dados de David Carmo revelam o tipo de “agulhas no palheiro” analíticas que motivam os “Liverpools” da vida a recorrer à tal “estatística que no Futebol vale o que vale”, na hora de fazer “favorite” a um jogador, preparar um embate com um adversário ou reflectir sobre o próprio desempenho individual e colectivo.

Mas para lá disto tudo, o que nos dará maior satisfação sera ver David Carmo regressar, com saúde e pronto a dar continuidade ao bom futebol que “pinta” todos estes grafismos e conclusões. As melhoras campeão, que voltes depressa e bem.

Profissional de Futebol? Então isto interessa-lhe

GoalPointPro-trim2A GoalPointPro é a unidade da GoalPoint Partners que presta serviços a clubes, agentes, treinadores, jogadores e outras entidades ligadas ao Futebol profissional, nacional e internacional.
Contacte-nos para [email protected], ou visite esta página para saber mais.

GoalPoint
GoalPoint
O GoalPoint.pt é um site produzido pela GoalPoint Partners, uma start-up especializada em análise estatística de futebol, que oferece serviços dirigidos a profissionais, media, patrocinadores/anunciantes e adeptos.
GoalPoint

GRÁTIS
BAIXAR