Há quem diga que as pausas no calendário competitivo de clubes, para os compromissos das selecções nacionais, são como umas “férias” para os jogadores. Provavelmente não será bem assim, mas há um jogador em particular que tem dado razão a essa teoria: David De Gea.

A selecção espanhola, agora treinada por Julen Lopetegui, até nem tem o grupo de qualificação mais “simpático” dos anos recentes. Entre os cinco adversários, encontram-se a Itália e Albânia, duas selecções que marcaram presença no Euro 2016, e ainda o sempre “chato” Israel. David De Gea foi a escolha clara para a baliza, mas apesar de já ter enfrentado as duas selecções referidas (e fora), o guarda-redes do Manchester United ainda não fez qualquer defesa!

[vc_table vc_table_theme=”classic”][bg#000000;c#ffffff;align-center]%23,[bg#000000;c#ffffff]Jogador,[bg#000000;c#ffffff]Pa%C3%ADs,[bg#000000;c#ffffff;align-center]Golos%20sofridos,[bg#000000;c#ffffff;align-center]Defesas,[bg#000000;c#ffffff;align-center]%25%20Remates%20defendidos|[align-center;u]1,[u]Aghayev,[u]Azerbeij%C3%A3o,[align-center;u]0,[align-center;u]10,[align-center;u]100%25|[align-center]2,Subasic,Cro%C3%A1cia,[align-center]0,[align-center]5,[align-center]100%25|[align-center]3,Courtois,B%C3%A9lgica,[align-center]0,[align-center]4,[align-center]100%25|[align-center]3,Hart,Inglaterra,[align-center]0,[align-center]4,[align-center]100%25|[align-center]3,Tatarusanu,Rom%C3%A9nia,[align-center]0,[align-center]4,[align-center]100%25|[align-center]6,Neuer,Alemanha,[align-center]0,[align-center]3,[align-center]100%25|[align-center;bg#dd3333;c#b5d6a9]32,[bg#dd3333;c#b5d6a9]Patr%C3%ADcio,[bg#dd3333;c#b5d6a9]Portugal,[align-center;bg#dd3333;c#b5d6a9]2,[align-center;bg#dd3333;c#b5d6a9]4,[align-center;bg#dd3333;c#b5d6a9]67%25|[align-center]54,De%20Gea,Espanha,[align-center]1,[align-center]0,[align-center]0%25[/vc_table]

Mínimo de 135 minutos jogados na fase de qualificação.
Fonte: GoalPoint.pt / Opta

Destaque para Kamran Aghayev, guarda-redes do Boavista, que defendeu todos os dez remates que enfrentou até agora, mantendo a baliza do Azerbeijão ainda por estrear.

Quanto a De Gea, acabaria por sofrer golo no único remate enquadrado que teve que enfrentar em 270 minutos, a grande penalidade de Daniele De Rossi no jogo em Itália.

Clique para ampliar
Clique para ampliar

A Espanha volta a jogar no próximo Sábado, em casa frente à Macedónia. Será desta que David De Gea aquece as luvas?