O SL Benfica e a Emirates anunciaram esta terça-feira um acordo de patrocínio dos equipamentos dos “encarnados” com duração de três anos, ou seja a companhia aérea marcará presença na camisola das “águias” até 2017/18, pelo menos.

O termo “pelo menos” é adequado, visto que todos os clubes patrocinados pela multinacional sediada nos Emirados Árabes Unidos viram os seus acordos renovados pelo menos uma vez, numa estratégia de marketing de aproximação ao desporto em geral e ao futebol europeu em particular que teve início na década passada. Com efeito, dos diversos clubes europeus patrocinados pela Emirates apenas o Olympiacos parece ter abandonado a família, embora ainda surjam referências à marca no site oficial do campeão grego comandado por Vítor Pereira.

A notícia do acordo de patrocínio entre o campeão nacional e a Emirates não surpreenderá os mais atentos, pois com a participação dos “encarnados” na Emirates Cup 2014 e com a assinatura do acordo entre as duas partes no mesmo ano para a associação da marca à área de formação das “águias” há muito que existiam sinais de que seria este o novo nome a constar na camisola do Benfica.

UMA FACTURA ANUAL DE 129 MILHÕES

Os valores do acordo ainda não estão oficialmente confirmados mas o valor de patrocínio deverá situar-se entre os 5 e os 8 milhões de euros anuais, um valor próximo do existente entre a Emirates e os alemães do Hamburgo, que também iniciariam a sua relação com a marca com um contrato de três anos, em 2006, entretanto revisto e renovado. Também o AC Milan renovou o seu acordo com a multinacional em Dezembro de 2014, sendo “premiado” com um aumento de aproximadamente 40% sobre o contrato anterior, auferindo agora mais do dobro do que o Benfica irá facturar anualmente. No total, a Emirates irá pagar na época 2015/16 cerca de 129 milhões de euros aos seis clubes europeus que patrocina: Benfica, Hamburgo, Milan, PSG, Real Madrid e Arsenal, com os últimos três à cabeça da lista dos mais bem pagos.

RECEBER TANTO COMO TODA A LIGA… MESMO NO PIOR DOS CENÁRIOS

Apesar da diferença de valores, o acordo do Benfica não deixa de ser extremamente positivo, não só pelo contexto nacional em que foi obtido (ainda não são conhecidos os patrocinadores de FC Porto e Sporting CP para a próxima época), mas também pelo facto de suplantar o acordo anterior entre as “águias” e a MEO. Em jeito de comparação, e mesmo que os valores finais sejam de apenas 5 milhões de euros/ano, o Benfica irá ainda assim receber uma verba próxima daquela que a NOS ofereceu para ficar com o patrocínio de toda a Liga no próximos três anos.

EMIRATES, MUITO MAIS DO QUE APENAS FUTEBOL

O envolvimento da Emirates com o futebol não se esgota aqui, e muito menos com o desporto de uma forma global e transversal. A estratégia de associação da marca ao desporto envolve também a Fórmula 1, Cricket, Rugby, Golfe, Ténis e muitos outros desportos, constituindo uma característica distintiva da forma da companhia árabe se dar a conhecer ao mundo.

Confira até onde vão as ligações da Emirates ao desporto nesta infografia (clique para ampliar)