Entrevista: Bullard, o maior “comediante” do futebol britânico

Brian Glendenning (Guardian) entrevista Jimmy Bullard, que poucos recordarão pelo futebol mas que muitos ainda lembram pelas suas brincadeiras e forma de estar no futebol.

Nos dias de hoje são por exemplo os dislates de Mario Balotelli que sobressaem na torrente de notícias, vídeos e imagens em redor da indústria do futebol. Mas há não tão pouco tempo assim o futebol contou com uma das suas figuras “humorísticas” mais apuradas de sempre, senão a maior: Jimmy Bullard, um jogador cujo razoável talento e postura positiva não foram retribuídas pelos “deuses” do futebol da melhor maneira, tanto ao nível dos clubes que representou como das lesões que sofreu.

O nome Jimmy Bullard não dirá muito aos que apenas conhecem as grandes “estrelas”, tendo em conta que o espirituoso inglês não subiu mais alto do que um Fullham ou um Hull e nunca foi internacional como era seu sonho. No entanto os mais atentos recordarão alguns momentos épicos de Bullard, que em entrevista ao Guardian, fala sobre o passado, as lesões, o quanto sentiu e sente falta da relva e de como aos 19 anos era o mais tímido dos cidadãos, tudo isto com uma clarividência e perspicácia que provavelmente quem conhece as suas “travessuras” não esperaria.

Recorde (ou constate pela primeira vez) alguns dos muitos momentos impagáveis de Bullard que… até dava uns toques.