GoalPoint-Scotland-Portugal-Internationals-201819-Ratings
Clique para ampliar
GoalPoint-Scotland-Portugal-Internationals-201819-MVP
Clique para ampliar
GoalPoint-Scotland-Portugal-Internationals-201718-90m
Clique para ampliar

Portugal venceu categoricamente a Esc贸cia, em Hampden Park, Glasgow, por 3-1, num amig谩vel que serviu para Fernando Santos rodar muitos jogadores e promover tr锚s estreias – H茅lder Costa, Pedro Mendes e Cl谩udio Ramos. Num jogo que esteve longe de ser espectacular, a forma莽茫o lusa foi sempre melhor, teve mais bola, rematou mais e melhor e criou as melhores ocasi玫es da partida, justificando em pleno o resultado.

A forma莽茫o lusa mostrou-se sempre mais personalizada, com mais qualidade em todos os seus sectores, apesar de apresentar uma equipa com muitas novidades e at茅 uma estreia absoluta, a de H茅lder Costa. E foi precisamente o rookie a abrir o activo, aos 43 minutos, a encostar na sequ锚ncia de um bom cruzamento de K茅vin Rodrigues da esquerda.

Boas movimenta莽玫es, troca de posi莽玫es e din芒mica caracterizaram a exibi莽茫o de Portugal no primeiro tempo, no qual os campe玫es da Europa foram superiores, com 56% de posse de bola, oito remates, tr锚s enquadrados e mais perigo junto da baliza de Craig Gordon. Num jogo algo cinzento, o melhor na etapa inicial foi o defesa-central Neto, com um GoalPoint Rating de 6.0, fruto de 90% de efic谩cia de passe, 52 ac莽玫es com bola e tr锚s al铆vios.

O segundo tempo conseguiu ser um pouco mais morno que o primeiro. A Esc贸cia assumiu as despesas ofensivas, embora sem ter muita bola, chegando aos tr锚s remates, todos desenquadrados, at茅 aos 74 minutos, altura em que Portugal fez o 2-0. Ao segundo remate na etapa complementar, a equipa de Fernando Santos facturou, por Eder, de cabe莽a, ap贸s assist锚ncia de Renato Sanches. O ponta-de-lan莽a regressou aos golos pela turma das “quinas” ao terceiro remate, segundo enquadrado, e come莽ava a mostrar-se como uma das figuras da partida.

Os escoceses baixaram os bra莽os e Portugal aproveitou para fazer o 3-0 aos 84 minutos. Gedson Fernandes lan莽ou Bruma na esquerda, o extremo trabalhou bem, flectiu para o meio e rematou cruzado para um belo tento. A forma莽茫o lusa precisou apenas de tr锚s remates, dois deles com boa direc莽茫o, para fazer dois golos. O melhor que os escoceses conseguiram fazer foi reduzir, no 煤ltimo lance da partida, por Steven Naismith.

Numa partida em que praticamente s贸 deu Portugal em termos de qualidade ofensiva, com 52% de posse e objectividade, destaque para o facto de ambas as forma莽玫es terem realizado o mesmo n煤mero de remates, 11, com os portugueses a enquadrar cinco, contra dois dos escoceses. O melhor em campo acabou por ser Bruma. O extremo terminou com um GoalPoint Rating de 6.8, gra莽as a um golo em tr锚s remates, um passe para finaliza莽茫o, 37 passes completos em 40, dois dribles eficazes e espantosas dez recupera莽玫es de posse.