A Qualificação da Áustria

Quase irrepreensível. O percurso da Áustria “tropeçou” a abrir, com um empate caseiro frente à Suécia, mas a partir daí arrancou para uma sequência de nove vitórias em nove jogos.

O primeiro lugar do grupo que incluía Rússia, Montenegro e a já referida Suécia foi garantido com antecedência, sendo esta, de longe, a melhor campanha de qualificação de sempre dos austríacos.

Euro 2016 Preview | Áustria
Clique para ampliar

O Historial no Euro

A única presença da Áustria em fases finais do Euro deu-se em 2008… por qualificação directa.

À excepção desse ano, em que em conjunto com a Suiça, organizou o Europeu, a Áustria nunca tinha marcado presença em fases finais, nem mesmo nos tempos áureos dos finais da década de 70.

A prestação em casa também não foi famosa, somando apenas um golo marcado (através de grande penalidade), num empate contra a Polónia.

A Equipa

O suíço Martin Koller, seleccionador da Áustria desde 2011, utilizou apenas 20 jogadores durante toda a fase de qualificação, estabelecendo desde o inicio um núcleo duro que apresentou resultados e poucas razões deu para ser alterado.

Os jovens Alessandro Schöpf do Schalke e Kevin Wimmer do Tottenham são as grandes novidades entre os escolhidos, mas o onze-base está bem definido e não deverá sofrer alterações para o primeiro jogo.

Entre os titulares está um homem bem conhecido dos portugueses: Marc Janko, gigante ponta-de-lança que não deixou grandes saudades no FC Porto, mas que se assumiu na como melhor marcador, com sete golos.

Euro 2016 Preview | Áustria
Clique para ampliar

A Figura: David Alaba

Com apenas 23 anos, Alaba é a grande estrela do futebol austríaco das últimas décadas. Utilizado no Bayern como lateral-esquerdo ou mesmo defesa-central, David assume na equipa austríaca um papel bem mais importante como médio de transição, fazendo a ligação entra a defesa e o ataque.

A prova da influência de Alaba no futebol da sua selecção fica bem explícito nos números da qualificação, onde liderou as médias de remates, passes para ocasião e dribles eficazes. Um autêntico faz tudo mas… desengane-se caso pense que Alaba está só ou mal acompanhado.

Excelente no passe e com boa visão de jogo, é no entanto através da sua forte longa distância que se espera que Alaba dê mais nas vistas neste Europeu. Essa é a arma que a Áustria irá explorar quando o resto não funcionar, e o mais provável é que resulte algumas vezes.

Aposta GoalPoint: Christian Fuchs

Christian Fuchs
Christian Fuchs, Áustria

É provável que as razões pelas quais David Alaba actua no meio-campo na sua selecção não sejam apenas tácticas. É que Christian Fuchs também é lateral-esquerdo de raíz, e tem o estatuto de capitão da selecção.

Mas mais do que estatuto, Fuchs tem futebol. Já o tinha no Schalke e o Leicester percebeu isso e muito bem, quando o contratou para o tornar numa das “peças” essenciais na máquina “azul” que conquistou a Premier League.

No campeonato inglês, Fuchs foi considerado o melhor lateral-esquerdo da época segundo os GoalPoint Ratings, e venceu rankings de índices importantes, como o número de intercepções p/ 90m (3,3) entre os defesas-laterais. A capacidade de antecipação é um dos pontos fortes do austríaco, mas não se pense que é só no momento defensivo que Fuchs dá nas vistas.

Principalmente através de cruzamentos, o capitão cria uma média de 1.5 oportunidades de golo por jogo no Leicester, número que superou ao serviço da Áustria, com 1.7 na fase de qualificação.

Com a motivação que transporta pelo épico feito do Leicester, pode muito bem ser um dos destaques deste Europeu.

DataJogoHoraCanalEstádio
Ter. 14 JunÁUSTRIA vs Hungria17h00Sport TVStade de Bordeaux, Bordéus
Sáb. 18 JunÁUSTRIA vs Portugal17h00RTP 1Parc des Princes, Paris
Qua. 22 JunÁUSTRIA vs Islândia20h00Sport TVStade de France, St. Denis

A Áustria talvez seja das selecções mais sub-valorizadas deste europeu e Portugal terá que ter muito cuidado na maneira de abordar o seu segundo jogo.

Encarar como “favas contadas” qualquer dos jogos será sempre um erro, mas a Áustria em particular tem várias armas, individuais e colectivas, que podem causar mossa à nossa selecção.

A excelente campanha na qualificação é para ser levada a sério e se tudo correr normalmente acabará o grupo em 2º lugar, mas cuidado…