A Qualificação da Espanha

O apuramento espanhol para o Euro 2016 teve um percalço logo no segundo jogo,com uma derrota por 2-1 em Zilina, frente à Eslováquia. Este resultado negativo terminou a com a série de 36 jogos sem conhecer o sabor da derrota numa fase de qualificação e levantou dúvidas sobre o processo de renovação do actual campeão em título.

No entanto, a Espanha voltou às vitórias e venceu os últimos oito jogos terminando a qualificação em primeiro lugar, com cinco pontos de vantagem sobre a Eslováquia e oito sobre o terceiro classificado, a também apurada Ucrânia.

Destaque para os números: a Espanha marcou 23 golos em 10 partidas (média de 2.3 p/ jogo) e apenas sofreu três (média de 0.3 golos sofridos p/jogo) tornando-se a melhor defesa da fase de qualificação do Euro, em igualdade com a Inglaterra. A Espanha não sofreu golos em oito dos dez jogos que disputou.

Euro 2016 Preview | Espanha
Clique para ampliar

O Historial no Euro

Apenas a Alemanha (unificada ou como Alemanha Ocidental) consegue ter tantos títulos europeus como a Espanha. “La Roja” venceu por três vezes o Euro de Futebol.

A Espanha estreou-se a ganhar em 1964, quando bateram em Madrid a União Soviética, mais tiveram de esperar mais de 40 anos para voltar a levantar o “caneco”! Durante este período raramente conseguiam sequer ultrapassar os quartos-de-final.

O enguiço foi quebrado em 2008,  num Europeu organizado pela Áustria e Suíça, com um golo solitário de Fernando Torres frente à mesma Alemanha que tinha eliminado Portugal nos “quartos”.

Mas não há duas sem três e em 2012 a Espanha espalhou a magia do “tiki-taka” e com Xavi em grande estilo, derrotando a Itália na final com um contundente 4-0. O grande desafio havia sido ultrapassado nas meias-finais, com “nuestros hermanos” a garantirem o bilhete para a final nas grandes penalidades… frente a Portugal.

A Equipa

Vicente del Bosque é um treinador com um currículo invejável. Mas a vida nem sempre foi fácil para Vicente: em foi despedido do Real Madrid, mesmo depois de ter ganho duas Ligas Espanholas e duas Liga dos Campeões.

Durante os cinco anos seguintes del Bosque treinou apenas uma época no Besiktas, até ser apontado como sucessor de Luís Aragones, que tinha acabado de vencer o Euro 2008. O resto é história – venceu o Mundial 2010 e arrebatou o Euro 2012. No entanto, o facto de não ter passado da fase de grupos no Mundial do Brasil foi sinal de aviso para os espanhóis. Veremos o que sucede neste Euro.

Destaque para as ausências de vulto na convocatória: Daniel Carvajal e Isco (Real Madrid), Juan Mata (Man. United), Javi Martínez (Bayern de Munique), Fernando Torres (Atlético de Madrid) e Diego Costa do Chelsea, que em dez jogos pela “roja” apenas marcou um golo.

Confirmada está a presença de Nolito, avançado do Celta que já jogou no Benfica e Iker Casillas do FC Porto, que irá disputar com David de Gea a titularidade da baliza espanhola.

Euro 2016 Preview | Espanha
Clique para ampliar

A Figura: Sergio Busquets

Se há jogador que personifica bem o estilo e a ideologia que sustenta o “novo” futebol espanhol é Sergio Busquets. O médio-defensivo do Barcelona é a placa giratória do “tiki-taka” e desempenha essa função como mais nenhum outro no mundo.

Os seus números na qualificação são impressionantes, tendo falhado apenas 43 passes num total de 793 tentativas, e apenas 10 deles dentro do seu próprio meio-campo. Mas Busquets é mais que isso!

O “blaugrana” é inteligência no movimento e no posicionamento, é eficácia nos duelos, e é a peça que não pode falhar na engrenagem de “nuestro hermanos”. Mas também é aquela que muito dificilmente falha.

Aposta GoalPoint: Thiago Alcântara

Thiago Alcântara
Thiago Alcântara, Espanha

À custa de uma arreliadora lesão falhou grande parte da fase de qualificação, mas regressou esta época bem a tempo de ser um dos melhores jogadores da temporada.

Foi numa grande competição que Thiago se destacou particularmente, sendo considerado pelos GoalPoint Ratings o terceiro melhor jogador da Champions League.

Nenhum outro médio criou tantas oportunidades (2.8) como Thiago que, na “Liga das estrelas” e entre os centro-campistas com maior eficácia de drible, só foi superado por Yaya Touré.

Mas o contributo de Thiago é mais do que apenas ofensivo e até nos desarmes Thiago entrou no Top-10 da prova, com uma média de 3,5 p/ 90m, superior inclusivamente à de… Sergio Busquets.

É sem dúvida, um dos jogadores mais completos do mundo, e aos 25 anos quererá apostar tudo no Euro 2016 para se afirmar como tal num grande palco.

DataJogoHoraCanalEstádio
Seg. 13 JunESPANHA vs Rep. Checa14h00RTP 1Stade Toulouse
Sex. 17 JunESPANHA vs Turquia20h00Sport TVAllianz Riviera, Nice
Ter. 21 JunESPANHA vs Croácia20h00RTP 1Stade de Bordeaux, Bordéus

Num dos grupos mais difíceis do Euro 2016, a Espanha não deverá contar com facilidades dos seus adversários e qualquer percalço pode significar a diferença entre ficar em primeiro ou cair para segundo classificado.

Se terminar no topo do grupo a Espanha irá defrontar um dos melhores terceiros classificados dos grupos B, E ou F. Contudo se “La Roja” ficar pela vice-liderança, o cenário muda de figura e o oponente passa a ser o vencedor do Grupo E – onde se destacam as selecções da Itália, Bélgica, Suécia…

As equipas da Turquia e República Checa são adversários de respeito e podem causar surpresa se a Espanha não estiver ao seu melhor nível.

Para a terceira e última jornada está marcado o jogo mais complicado frente à temível Croácia que jogará de “olhos nos olhos” com a equipa“roja” pela liderança do grupo D.