A Qualificação da Itália

A fase de apuramento foi relativamente tranquila para os italianos, conseguida sem derrotas (mas com três empates) e ainda mais facilitada por uma perda de pontos da Croácia na secretaria.

Ainda assim os registos italianos estiveram longe de ser arrebatadores, com apenas 16 golos marcados e 7 sofridos, nos dez jogos disputados.

Euro 2016 Preview | Itália
Clique para ampliar

O Historial no Euro

Parece mentira, mas a Itália só tem um título europeu no palmarés e foi conseguido em 1968, há já quase 50 anos!

Depois disso o melhor que conseguiu foram dois segundos lugares, o mais recente em 2012 sob a batuta de Andrea Pirlo, quando em Kiev foi goleada na final pela Espanha.

Apesar de já contar com oito participações em fases finais, num total de 33 jogos, a Itália só registou cinco derrotas em fases finais, e em nenhuma das participações perdeu mais do que um jogo.

A Equipa

Antonio Conte utilizou um total de 34 jogadores na fase de qualificação, e a lista final foi uma incógnita até ao último dia.

O meio-campo é o sector que vai sofrer mais com as ausências e que para além da ausência de Andrea Pirlo que pagou o preço da ida para a MLS, não vai poder contar Marco Verratti e Claudio Marchisio, ambos a recuperar de lesões.

O futuro treinador do Chelsea deverá actuar num sistema com três centrais, todos da Juventus, para aproveitar as rotinas do campeão italiano, e a surpresa Emanuele Giaccherini deverá ser titular no meio-campo.

Euro 2016 Preview | Itália
Clique para ampliar

A Figura: Gianluigi Buffon

Não é fácil escolher uma figura nesta selecção italiana, mas pelo peso histórico que tem, Gianluigi Buffon foi, ainda assim, o nome que maior unânimidade reuniu na redação GoalPoint.

Esta é a nona presença do guarda-redes em fases finais de grandes competições, e em termos de internacionalizações, Buffon já ultrapassou as 150! Motivos que por si só justificam o destaque, mas Buffon ainda vai mostrando dentro do campo que merece a titularidade da “azzurra”. Campeão italiano pela sétima vez na sua carreira, o veterano de 38 anos ainda foi na Serie A o guarda-redes que mais defesas fez por cada golo sofrido (4,4), com larga vantagem sobre o segundo melhor.

Aposta GoalPoint: Lorenzo Insigne

Lorenzo Insigne
Lorenzo Insigne, Itália

Com 12 golos e 10 assistências registados na Serie A, Insigne foi o italiano que protagonizou a época mais brilhante, mas a sua posição (extremo-esquerdo) não facilita um encaixe no 3-5-2 de Antonio Conte.

No entanto, caso o futuro treinador do Chelsea decida sacrificar um dos pontas-de-lança (Éder é o maior candidato), ou mesmo alterar ligeiramente o sistema, Insigne tem tudo para fazer um grande europeu.

O “baixinho” de 1,63m é conhecido pela sua facilidade de remate (4,6 tiros p/ 90m), tanto dentro como fora da área, e só o seu colega Gonzalo Higuaín rematou com mais frequência em Itália, na última época. Mas nem só de “bombas” vive Insigne e também na criação de oportunidades de bola carrida figurou entre o top-3 dos mais prolíficos no campeonato italiano (2,3 p/ 90m).

DataJogoHoraCanalEstádio
Seg. 13 JunITÁLIA vs Bélgica20h00Sport TVParc Olympique Lyonnais, Lyon
Sex. 17 JunITÁLIA vs Suécia14h00Sport TVStade de Toulouse
Qua. 22 JunITÁLIA vs Irlanda20h00Sport TVStade Pierre Mauroy, Lille

Para não variar, a Itália terá o seu ponto forte na consistência defensiva garantida pela linha de três centrais da Juve e claro, por Gianluigi Buffon.

No entanto, do meio-campo para a frente é provavelmente das mais fracas selecções italianas de que nos lembramos e se a passagem à próxima fase é provável, não se afigura provável ver os italianos chegar muito longe na prova.