A Qualificação da Suécia

O apuramento da Suécia foi conseguido com grandes dificuldades, num grupo dominado pela Áustria (adversário de Portugal) em que os nórdicos perderam a corrida pelo segundo lugar para a Rússia.

Foi apenas no play-off que os suecos carimbaram o passaporte, num duelo titânico contra os vizinhos dinamarqueses em que Ibrahimovic fez a habitual diferença, marcando três dos quatro golos, num agregado de 4-3.

Euro 2016 Preview | SuéciaO Historial no Euro

A Suécia tem tido presença habitual nas fases finais de Europeus desde que o torneio foi alargado a 16 equipas, sendo esta a quinta presença consecutiva.

No entanto, apenas por uma vez nas últimas quatro presenças lograram os suecos passar a fase de grupos, quando em Portugal deixaram pelo caminho a Itália, para depois serem eliminados pela Holanda nas grandes penalidades

A melhor prestação sueca teve lugar em 1992, no Europeu disputado em casa, no qual os “amarelos” chegaram às meias-finais com nomes como Ravelli, Jonas Thern e Martin Dahlin.

A Equipa

Há várias surpresas na convocatória de Erik Hamrén, incluindo seis jogadores que não jogaram qualquer jogo na fase de qualificação, como se pode ver na infografia.

Os defesas Mikael Antonsson e Pierre Bengtsson são os maiores ausentes, o primeiro por lesão, abriu a porta à chamada de Victor Lindelof, central do Benfica que até deverá ser titular.

Bengtsson foi o habitual titular no lado esquerdo durante o apuramento, mas foi perdendo forma ao longo da época e acabou por ficar de fora por opção.

Euro 2016 Preview | SuéciaA Figura: Zlatan Ibrahimovic

E que figura! Aos 34 anos Zlatan continua na plena posse de todas as suas capacidades e é o indiscutível destaque nesta selecção sueca. Para além do que faz dentro do campo é também das personagens mais extravagantes do actual cenário futebolistico, mas é no tapete verde que Ibrahimovic tem justificado, e de que maneira, este estatuto.

Nove títulos de campeão nacional nas últimas dez épocas (!) “embelezam” e de que maneira a produtividade que Zlatan continua a garantir. Na fase de qualificação só Lewandowski e Dzyuba precisaram de menos minutos para facturar, e no que toca a remates por 90 minutos, só Rooney disparou mais que ele.

Números que por si demonstram o quanto Zlatan carrega a sua selecção ás costas. E no PSG? 38 golos em 31 jogos, um a cada 67 minutos!

Aposta GoalPoint: Andreas Granqvist

Andreas Granqvist
Andreas Granqvist, Suécia

Dizer que este sueco passou ao lado de uma grande carreira não será nenhum “understatement”. Andreas Granqvist é um defesa-central de 31 anos que joga no campeonato russo, com passagens anteriores pelo futebol holandês (Groningen) e italiano (Genoa).

Há três épocas no Krasnodar, Andreas tem sido sempre considerado dos melhores centrais do campeonato e também na fase de qualificação teve números de grande destaque. 3,5 intercepções p/ 90m (2º melhor entre os que estão no Euro), e 7,6 alívios p/ 90m (3º melhor), retratam um central rápido, forte e concentrado, que ainda apresenta uma eficácia muito boa nos duelos aéreos (65%).

Números e estilo parecidos aos de Jardel no Benfica, que indiciam que pode ser o parceiro ideal para que Lindelof continue o seu crescimento sustentado, também na selecção.

DataJogoHoraCanalEstádio
Seg. 13 JunSUÉCIA vs Rep. Irlanda17h00Sport TVStade de France, St. Denis
Sex. 17 JunSUÉCIA vs Itália14h00Sport TVStade de France, St. Denis
Qua. 22 JunSUÉCIA vs Bélgica20h00RTP 1Parc des Princes, Paris

A Suécia parece estar uns degraus abaixo de Bélgica e Itália, mas quem tem Ibrahimovic está autorizado a sonhar e se o avançado estiver inspirado tudo é possível.

O jogo de abertura contra a Irlanda deverá ser o mais claro momento e avaliação das reais possibilidades dos nórdicos neste Europeu e uma vitória nesse jogo apresenta-se como quase obrigatória se a selecção de Erik Hamrén quiser ser levada em conta.