Euro 2020 | Os melhores ratings da Qualificação 🥇🥈🥉

-

🇪🇸 Espanha

Fabián Ruiz – Médio-centro

GoalPoint-European-Championship-Qualifiers-2018-Fabián-Ruiz-infog
Clique para ampliar

Numa selecção espanhola já bem diferente da que maravilhou o Mundo há alguns anos, a grande figura da “la roja” desta qualificação nem joga no país vizinho. Fabián Ruiz é jogador do Napoli há três temporadas, e na caminhada para o apuramento fez um golo e duas assistências em seis partidas. O destaque vai para a facilidade de remate (2,9 p/90m), os passes para finalização (3,1), mas sobretudo para a qualidade global nas entregas. Os seus 95% de eficácia de passe foi o segundo valor mais alto da campanha, mas o primeiro entre médios – só o central alemão Niklas Süle, com 96%, teve mais, valor natural para jogadores da posição, mas não para centrocampistas.

Rodri Hernández 7.03 – O médio do City arrasou nas recuperações de posse, fixando uma média de 10,8 por jogo (máximo), juntando a isso 76% de duelos aéreos defensivos ganhos (registo mais alto entre médios com mais de 3,5 disputados por jogo), e ainda acertou 93% dos passes.

Sergio Ramos 6.48 – O eterno central da “la roja”. Melhor marcador entre defesas, a par do cipriota Ioannis Kousoulos, com quatro golos, o jogador “merengue” foi o central com mais remates por jogo (3,0).

🇫🇮 Finlândia

Teemu Pukki – Ponta-de-lança

GoalPoint-European-Championship-Qualifiers-2018-Teemu-Pukki-infog
Clique para ampliar

O ponta-de-lança do Norwich continua a ser exímio na sua especialidade, o golo. Pukki esteve em dez jogos da Finlândia e fez dez tentos, sendo o sétimo em golos por 90 minutos (1,0) – 63% dos golos finlandeses enquanto esteve em campo. Extraordinários os seus 71% de ocasiões flagrantes convertidas.

Tim Sparv 6.39

Glen Kamara 6.20

🇫🇷 França

Antoine Griezmann – Médio-ofensivo/Avançado

GoalPoint-European-Championship-Qualifiers-2018-Antoine-Griezmann-infog
Clique para ampliar

Na equipa gaulesa, Griezmann actua muitas vezes em terrenos mais recuados, especificamente a médio-ofensivo. E o seu futebol entre linhas é de nível muito elevado, tendo mesmo sido a figura principal da qualificação francesa. Foram três golos e sete assistências (máximo), e 4,3 passes para finalização, o quarto valor mais alto neste indicador em toda a qualificação. O jogador do Barcelona fez a diferença nas decisões no último terço.

Kylian Mbappé 6.84 – A estrela do PSG coube por muito pouco nesta lista, uma vez que completou precisamente 450 minutos de utilização: Nos cinco jogos que fez aponto três golos e fez três assistências, com destaque para as 8,4 tentativas de drible, máximo da qualificação, mas só 38% delas eficazes.

Olivier Giroud 6.76 – Não convence toda a gente, mas vai mantendo números muito interessantes na selecção gaulesa – é o segundo melhor marcador de sempre dos “les bleus”, com 42 golos. Neste apuramento marcou seis vezes em dez partidas.

🇳🇱 Holanda

Memphis Depay – Avançado/Extremo

GoalPoint-European-Championship-Qualifiers-2018-Memphis-Depay-infog
Clique para ampliar

Extremo convertido muitas vezes em avançado móvel na posição mais adiantada do terreno, Depay tem crescido muito nos últimos anos, desde que chegou ao Lyon, e foi a figura da “laranja”, que já não é tão “mecânica” como no passado. Seis golos e sete assistências são números extraordinários, equivalentes a 68% de contribuição para todos os tentos dos Países Baixos com o jogador em campo – valor mais alto entre as selecções de maior nomeada. E não espanta, pois dos 4,5 remates que fez em média, 70% dos realizados nas grandes áreas contrárias saíram com boa direcção.

Georginio Wijnaldum 7.49 – O médio chegou a viver alguns anos de relativo apagamento no Liverpool, mas nas últimas épocas explodiu. Agora é um jogador versátil que defende, ataca, marca golos. Foram oito tentos e duas assistências em sete partidas na qualificação.

Frenkie de Jong 6.75 – Bem o jogador do Barça. O jovem “patrão” da Holanda está em todo o lado, tendo registado quase três acções defensivas por jogo, 2,6 dribles e com uma excelente qualidade de passe no meio-campo contrário (91%).

🇭🇺 Hungria

Balázs Dzsudzsák – Extremo-direito

GoalPoint-European-Championship-Qualifiers-2018-Balázs-Dzsudzsák-infog
Clique para ampliar

Portugal reencontra a Hungria, cinco anos volvidos. À atenção de Fernando Santos, entre outros, o extremo Balázs Dzsudzsák, do Debreceni. Os seus 33 anos não o impediram de registar 3,4 remates por 90 minutos, 3,8 passes para finalização e que completasse 58% das 2,0 tentativas de drible. Um jogador veloz e que decide bem no último terço.

Willi Orban 6.15

Roland Sallai 6.00

🏴󠁧󠁢󠁥󠁮󠁧󠁿 Inglaterra

Harry Kane – Ponta-de-lança

GoalPoint-European-Championship-Qualifiers-2018-Harry-Kane-infog
Clique para ampliar

Aqui está o terceiro melhor GPR da qualificação. Harry Kane é o “abono de família” da selecção inglesa, a marcar e a construir. Foi o goleador-mor desta fase, com 12 golos, e ainda fez cinco assistências, numa selecção que fez 37 golos e foi a segunda mais concretizadora. Kane fez 4,1 remates por partida, enquadrou 68% dos que fez nas grandes áreas. Um autêntico quebra-cabeças, pois em termos fisionómicos é um ponta-de-lança “à antiga”, mas a sua visão e técnica permitem-lhe decidir em diversas zonas do terreno.

Raheem Sterling 7.90 – Excelente o contributo do “citizen” também na selecção. Em sete jogos fez oito golos e seis assistências, sendo um dos que mais procurou o drible (7,3).

Ben Chilwell 6.45 – Muito bem o lateral do Chelsea, em especial a construir, tendo registado três assistências nesta fase, bem como relevantes 2,0 intercepções por 90 minutos.

🇮🇹 Itália

Marco Verratti – Médio-centro

GoalPoint-European-Championship-Qualifiers-2018-Marco-Verratti-infog
Clique para ampliar

Nesta Itália com um pendor ofensivo interessante, mas sem nenhum “regista” como em outros tempos, Verratti surgiu muitas vezes em zonas mais adiantadas do terreno, o que lhe permitiu fazer dois golos nos sete jogos que disputou. De resto foi o “patrão” habitual da esquipa transalpina, com 2,1 passes para finalização por encontro, 90% de eficácia de passe no meio-campo contrário e 3,1 dribles completos, algo elevado para um jogador na sua posição.

Nicolò Barella 6.87

Federico Bernardeschi 6.50

🇲🇰 Macedónia do Norte

Enis Bardhi – Médio-centro

GoalPoint-European-Championship-Qualifiers-2018-Enis-Bardhi-infog
Clique para ampliar

O médio-centro foi a grande figura da Macedónia do Norte, que conseguiu uma história qualificação para um Euro. O jogador do Levante vai aproveitando a experiência e competitividade que ganha na La Liga para ditar “leis” na sua selecção, estando um pouco por todo o lado, nos processos defensivos e ofensivos. Foram dois golos e outras tantas assistências, 2,4 remates por partida, 2,3 passes para finalização e 3,6 acções defensivas completas.

Arijan Ademi 6.16

Boban Nikolov 6.06

Mais selecções na próxima página

GoalPoint
GoalPoint
O GoalPoint.pt é um site produzido pela GoalPoint Partners, uma start-up especializada em análise estatística de futebol, que oferece serviços dirigidos a profissionais, media, patrocinadores/anunciantes e adeptos.