Euro 2020 | Os melhores ratings da Qualificação 🥇🥈🥉

-

🏴󠁧󠁢󠁷󠁬󠁳󠁿 País de Gales

Gareth Bale – Extremo-direito

GoalPoint-European-Championship-Qualifiers-2018-Gareth-Bale-infog
Clique para ampliar

A estrela galesa está a tentar relançar a carreira no Tottenham de José Mourinho, mas no percurso que levou ao segundo apuramento consecutivo dos britânicos, Bale esteve em bom plano, sem deslumbrar, é certo, mas o suficiente para ser melhor que todos os colegas de equipa. Nas oito partidas que realizou fez dois golos e uma assistência, com destaque para os 3,6 remates por 90 minutos e as 5,0 tentativas de drible.

Daniel James 6.16

Ben Davies 5.89

🇵🇱 Polónia

Robert Lewandowski – Ponta-de-lança

GoalPoint-European-Championship-Qualifiers-2018-Robert-Lewandowski-infog
Clique para ampliar

Pode não brilhar tanto como no Bayern, onde beneficia também da qualidade global que o rodeia, mas na Polónia é “ele a mais dez”. Lewandowski fez seis golos e duas assistências em dez jogos, destacando-se na regularidade com que rematou (3,0), mas acima de tudo pela competência na finalização, tendo convertido 71% das ocasiões flagrantes de que dispôs. Será, certamente, uma das mais brilhantes estrelas da competição do próximo Verão.

Grzegorz Krychowiak 6.75

Kamil Grosicki 6.27

🇨🇿 República Checa

Jakub Jankto – Extremo-esquerdo

GoalPoint-European-Championship-Qualifiers-2018-Jakub-Jankto-infog
Clique para ampliar

A selecção checa já não tem o poderio da que encantou nos anos 90 e início do século, mas ainda conta com talento. O que mais brilhou foi Jakub Jankto, extremo que joga na Sampdoria, de Adrián Silva. Em oito jogos fez três assistências e marcou um golo, sendo um jogador que se destaca a servir os companheiros de equipa. Nesta fase fez, em média, 3,1 passes para finalização e 3,4 cruzamentos de bola corrida.

Vladimír Darida 6.35

Alex Král 6.27

🇷🇺 Rússia

Artem Dzyuba – Ponta-de-lança

GoalPoint-European-Championship-Qualifiers-2018-Artem-Dzyuba-infog
Clique para ampliar

Um homem de recordes. O possante ponta-de-lança fez nove golos e cinco assistências na caminhada russa para o apuramento, ou seja, 42% de peso nos golos da sua equipa enquanto esteve em campo. Dzyuba registou 5,1 remates por encontro e estabeleceu alguns máximos, como o número de remates num só jogo (16, na recepção a San Marino), todos na grande área contrária, e destacou-se negativamente nessa partida com seis ocasiões flagrantes desperdiçadas. E o jogo terminou em 9-0, com um “poker” do atacante do Zenit.

Aleksandr Golovin 7.24

Magomed Ozdoyev 7.17

🇸🇪 Suécia

Robin Quaison – Ponta-de-lança

GoalPoint-European-Championship-Qualifiers-2018-Robin-Quaison-infog
Clique para ampliar

A referência atacante da Suécia nesta qualificação foi o atacante do Mainz, da Alemanha. Quaison fez cinco golos e uma assistência em nove jogos, destacando-se pela facilidade de remate (3,0 por 90 minutos) e pela competência no momento de finalizar, tendo terminado a campanha com 67% de ocasiões flagrantes convertidas.

Marcus Berg 6.40

Kristoffer Olsson 6.24

🇨🇭 Suíça

Granit Xhaka – Médio-centro

GoalPoint-European-Championship-Qualifiers-2018-Granit-Xhaka-infog
Clique para ampliar

O “maestro” de todo o futebol ofensivo dos helvéticos. O médio do Arsenal foi de uma regularidade à prova de crítica, com dois golos, uma assistência, muitos remates (2,9 por jogo) e passes para disparo (2,5), e muita qualidade nas entregas, tendo registado 87% de eficácia de passe no meio-campo contrário. É uma espécie de “farol” de todo o jogo suíço.

Ricardo Rodríguez 6.63

Nico Elvedi 6.37

🇹🇷 Turquia

Cenk Tosun – Ponta-de-lança/Extremo

GoalPoint-European-Championship-Qualifiers-2018-Cenk-Tosun-infog
Clique para ampliar

Os turcos estão de regresso aos grandes palcos, tendo obtido o apuramento no Grupo H, a apenas dois pontos da França, primeira classificada, mas com um registo defensivo extraordinário (só três golos sofridos) – ganharam, inclusiva, aos gauleses em casa, por 2-0, e empataram na visita aos “les bleus”, 1-1. Mas a sua estrela foi o atacante, que pode jogar a ponta-de-lança ou numa das alas. Tosun fez cinco golos e duas assistências em seis encontros, em apenas 463 minutos de jogo. Pode não ser muito utilizado no Everton, mas na sua selecção converteu 71% das ocasiões flagrantes de que dispôs, somando 5,1 remates por partida.

Hakan Çalhanoğlu 6.24

Kaan Ayhan 6.24

🇺🇦 Ucrânia

Ruslan Malinovskiy – Médio-centro/ofensivo

GoalPoint-European-Championship-Qualifiers-2018-Ruslan-Malinovskiy-infog
Clique para ampliar

O médio ucraniano chegou a ser associado ao Sporting, para substituir Bruno Fernandes, mas o negócio acabou por não avançar. O jogador da Atalanta surge agora ligado ao interesse do Inter, e a sua carreira na selecção terá contribuído para isso. Em oito jogos fez três golos e outras tantas assistências, sendo a grande figura do apuramento dos comandados de Andriy Shevchenko. Qualidade no passe, velocidade, bom drible e visão de jogo são as características deste médio que está um pouco por todo o lado no terreno de jogo.

Andriy Pyatov 6.56

Oleksandr Zinchenko 6.42

GoalPoint
GoalPoint
O GoalPoint.pt é um site produzido pela GoalPoint Partners, uma start-up especializada em análise estatística de futebol, que oferece serviços dirigidos a profissionais, media, patrocinadores/anunciantes e adeptos.