Europa: Cinco jovens à espera de “explodir”

Alguns empolgantes jovens talentos estão a surgir um pouco por toda a Europa e o GoalPoint olhou para cinco dos mais promissores e que podem marcar o futebol num futuro próximo.

Nas Ligas europeias existem diversos jogadores jovens (com menos de 23 anos) que terão nesta nova época a oportunidade de tentar agarrar a titularidade e fazerem a “explosão” que falta na sua evolução, para se assumirem como as principais promessas europeias.

Olhámos para alguns dos mais importantes campeonatos europeus e destacámos cinco nomes para os quais recomendamos a sua atenção. A escolha foi feita tendo em conta a qualidades destes jovens a níveis técnico, táctico, físíco, mental, mas também seleccionando os jogadores que, apesar de menos falados, têm o potencial para realmente se tornarem em jogadores de topo a curto prazo.

 

Premier League (Ing): O “pinheiro” inglês

 

(foto: Matlock-photo CC)
(foto: Matlock-photo CC)

Nome: Connor Wickham
Nacionalidade: Inglesa
Idade: 21 anos
Posição: Ponta-de-lança
Clube: Sunderland (Premier League)

Connor Wickham é já um habitué nas selecções jovens inglesas, sendo que é dos melhores valores deste país no sector avançado do terreno. Atleta de 1,90m que combina toda a sua potência física com um remate bastante bom e é também daqueles avançados que luta com os centrais por cada bola. Tem também uma recepção de bola e passe muito razoáveis.

Fazendo agora a sua primeira época ao serviço do Sunderland após alguns empréstimos a clubes de menor nomeada, tem a sua grande hipótese de fazer bastantes golos na Premier League e impor-se como um dos melhores pontas-de-lança daquela prestigiada Liga.

 

Serie A (Ita): O talento “giovane laziale

 

(foto: CC)
(foto: CC)

Nome: Keita Balde
Nacionalidade: Espanhola
Idade: 19 anos
Posição: Extremo
Clube: Lázio

Keita é dos extremos mais empolgantes da sua geração e com potencial para ser um dos melhores naquela posição num par de anos.

Sendo que é um jogador fortíssimo no um-para-um, a sua fantástica rapidez e boa condução de bola permitem-lhe ser um tormento para o sector recuado adversário. Caso consiga melhorar o seu jogo defensivo e posicionamento táctico, pode agarrar a titularidade no clube romano e assumir-se como a maior promessa a jogar em Itália.