A jornada 29 da Liga NOS 2018/19 ficou já marcada por motivos menos positivos. Pela primeira vez nas últimas três temporadas – desde que há cobertura total GoalPoint da Liga -, uma só jornada registou mais do que quatro cartões vermelhos directos. E ainda a procissão vai no adro.

Cartões-vermelhos-directos-jornada-29-Facto-do-Dia-infog
Clique para ampliar

O jogo de abertura da ronda deu logo o mote. O Chaves recebeu o Belenenses, na sexta-feira, num jogo que terminou empatado 2-2, e o árbitro desse jogo mostrou três cartões vermelhos directos – dois para jogadores do Chaves (André Luís, 46,’ e Luther Singh, 86′), um para os “azuis” (Pierre Sagna, 82′). Seguiu-se mais um cartão a Pedro Trigueira, do Moreirense, logo aos 31 minutos do empate 1-1 entre Santa Clara e o emblema de Moreira de Cónegos, nos Açores, e outro para Renan Ribeiro, guarda-redes do Sporting, aos cinco minutos, na visita ao Desportivo das Avesalgo que não impediu a vitória leonina por 3-1. Ao todo foram cinco vermelhos directos em apenas três jogos, sendo que ainda faltam disputar cinco partidas na ronda.

Este último teve a curiosidade de ser o cartão vermelho mais rápido visto por um jogador do Sporting na História da Liga. O anterior havia acontecido em 1995/96, num jogo com o Desportivo de Chaves em que Luís Vidigal foi expulso aos dez minutos. Por outro lado, esta foi a primeira vez que um jogador recebeu ordem de expulsão sem ter tocado na bola desde que o mesmo aconteceu a Fábio Pacheco, ao serviço do Vitória de Setúbal, num embate com o Vitória de Guimarães em 2015/16.