FIFA 15 FUT: um “vício” que rende 200 milhões por ano

Um vício para jogadores e um case study para a indústria dos videojogos (de futebol mas não só).

Se joga videojogos como FIFA e PES mas nunca experimentou Ultimate Team (FUT), deixamos um conselho: cuidado, muito cuidado, pois o “factor vício” deste modo de jogo é incontornável. A Electronic Arts criou este modo de jogo há cinco anos, numa fase em que os conteúdos pagos adicionais (DLCs) em videojogos começavam a dar os primeiros passos. Ao criar este modelo de jogo a Electronic Arts criou uma nova linha de receita que não só acresce à venda do jogo em si, seja em formato físico ou digital, como representa já uma receita impressionante: um total de 200 milhões de dólares americanos em 2013 e apenas no FIFA (a EA implementou entretanto este modelo noutros jogos, como é o caso da série Madden, dedicada ao futebol americano). Pelo caminho a EA acumulou mais de 21 milhões de jogadores que, para lá de adquirirem o FIFA, jogam este modo de jogo específico.

Mas o que é afinal o modo Ultimate Team? Visualize os cromos “Panini”, outro “vício” que já aqui abordámos. Imagine a seguir que os pode comprar e trocar, dentro de um jogo como o FIFA, procurando construir as suas equipas preferidas. Imagine a seguir que pode disputar partidas, contra amigos e milhões de desconhecidos e disputar cobiçados troféus usando precisamente as equipas que vai construindo. Imagine a seguir que quanto mais aguçado for o seu talento para a construção dessas equipas mais forte serão os seus conjuntos e maior probabilidade poderá ter de, juntamente como  seu talento “manual”, vencer esses jogos e troféus. Em 2013 a EA introduziu a “cereja no topo do bolo”: a possibilidade de poder criar equipas com algumas das maiores vedetas de sempre da história do futebol (embora este conteúdo seja exclusivo para a Microsoft XBOX). É disto que se trata quando falamos de FIFA Ultimate Team, o pináculo do divertimento e competição online em videojogos ligados ao futebol.

As "lendas" do futebol são uma das novidades que a EA introduziu em no FUT 2014.
As “lendas” do futebol são uma das novidades que a EA introduziu em no FUT 2014 (foto: EA)

O leitor para o qual tudo isto seja novidade poderá questionar-se de onde vêm então as receitas? A resposta é: do próprio conteúdo. Em 2009, quando o modo Ultimate Team foi lançado experimentalmente, o modo de jogo tinha um custo adicional, mas hoje é gratuito. Qualquer jogador pode, aliás, desfrutar de toda esta diversão sem gastar um cêntimo (para além do que pagou pela aquisição do jogo FIFA), aumentando com isso a dificuldade (e o desafio) em construir as suas equipas de sonhos. Mas para todos aqueles que pretendam atingir os objectivos mais depressa existe uma “banca” de compra de “carteiras de cromos”, que uma vez “rasgadas” permitem ao jogador conquistar novos jogadores bem como outros componentes que fazem parte da experiência Ultimate Team (estádios, equipamentos, bolas, etc). O jogo têm ainda uma área de mercado na qual qualquer jogador pode comprar ou vender os seus “cromos” usando o dinheiro virtual gerado dentro do próprio modo de jogo, ganho através da realização de jogos, conquistas de troféus e venda dos “cromos” que considere dispensáveis. É de toda esta “economia futebolística virtual” que advém os resultados financeiros excepcionais da EA neste particular, hoje em dia um case study que poderá até influenciar o futuro do pricing dos videojogos, ao mesmo nível que a substituição do suporte físico pelo digital o fará, mais cedo ou mais tarde.

Cada novo FIFA traz consigo um novo Ultimate Team e este ano não será excepção, como o evidencia o vídeo que ilustra este artigo e que dá conta das inúmeras novidades que os “profissionais” e “curiosos” deste divertimento poderão encontrar a partir de dia 26 de Setembro.

Confira uma infografia que dá conta dos impressionantes números sobre este fenómeno dos videojogos, com destaque para o crescimento exponencial do número de jogadores:

(clique na infografia para ler em detalhe).

fifa-ultimate-team-5-year-anniversary-infographic_792