Finlândia 🆚 Bélgica | “Diabos vermelhos” picam o ponto

-

ABélgica somou a terceira vitória em três jogos no Grupo B, terminando no topo, num jogo em que, mesmo com algumas mexidas no “onze” habitual e sem forçar muito, acabou por bater por 2-0 uma Finlândia que, ainda assim, segurou até ao minuto 74 um nulo que lhe valeria o segundo lugar no grupo. Mas um autogolo do seu guarda-redes, Lukas Hradecky, que tanto tinha brilhado até aí, e um tiro de Lukaku pouco depois acabaram por ditar o resultado final em São Petersburgo. A líder do ranking mundial de selecções segue imparável!

GoalPoint-Finland-Belgium-EURO-2020-Ratings
Clique para ampliar

Bélgica dominou mesmo sem acelerar muito

Já apurada para os oitavos-de-final e com várias mexidas no “onze” (até deu para lançar de início “suplentes” como Kevin De Bruyne e Eden Hazard), a Bélgica dominou os primeiros 45 minutos (63% de posse de bola), mesmo sem acelerar muito, mas só perto do fim da primeira criou real perigo. Hradecky brilhou na baliza finlandesa, primeiro a segurar um remate de Lukaku e, depois, com uma defesa extraordinária a negar o golo a Doku. Foram dois dos três remates belgas na direcção do alvo no primeiro tempo, contra zero da Finlândia (no alvo ou fora dele).

Os finlandeses começaram a segunda metade com o seu primeiro remate no jogo. Só que o domínio belga foi-se acentuando com o passar dos minutos (os belgas totalizaram 38 acções na grande área adversária), os remates foram-se sucedendo e Hradecky, depois de nova defesa fantástica, acabou por borrar a pintura num lance infeliz, colocando ele mesmo a bola no fundo das redes e abrindo o activo. Pouco depois foi Lukaku a fazer o gosto ao pé.

[ A Finlândia pouco passou do meio-campo ]

GoalPoint-Finland-Belgium-EURO-2020-pass-network
Clique para ampliar

O MVP GoalPoint👑

Vem de lesão, mas ninguém diria! Após ter saltado do banco para salvar a Bélgica frente à Dinamarca, com um golo e uma assistência, Kevin de Bruyne foi pela primeira vez titular neste EURO2020 e brindou-nos com um GoalPoint Rating de…8.8! Mais uma assistência para golo, um total de sete passes para finalização, mais acções com bola do que qualquer outro jogador em campo (107), muita certeza no passe (sobretudo no longo), com 11 aproximativos certos, e três dribles bem sucedidos em quatro tentados.

Outros GoalPoint Ratings 🔺🔻

Destaques da Finlândia:

Joona Toiviou 6.6 – O veterano defesa-central de 33 anos foi determinante para que a resistência da Finlândia tivesse durado tanto tempo. Imponente, totalizou sete alívios (máximo do jogo), três intercepções e três desarmes, para além de ter recuperado cinco vezes a posse de bola.

Paulus Arajuuri 6.5 – Outro dos três centrais finlandeses também esteve em destaque. Arajuuri fez menos um alívio do que o colega (seis), mas a eles juntou dois bloqueios de remates e um corte decisivo, além de nove recuperações de bola.

Destaques da Bélgica:

Axel Witsel 7.6 – O antigo médio do Benfica está em grande forma e voltou a mostrá-lo esta noite. Recuperou nada mais, nada menos do que 15 vezes a posse do esférico e só o perdeu por três vezes em 94 acções com bola! Além disso, somou ainda sete passes valiosos, três dos quais terminaram em remates dos colegas.

Romelu Lukaku 6.5 – Roberto Martínez só prescindiu dele depois de o ver “picar o ponto” com o golo da praxe, o seu terceiro neste EURO 2020. E Lukaku bem o tentou antes de o conseguir, aos 81 minutos (já tinha visto outro ser-lhe anulado pouco antes). Terminou com quatro remates (a par de Eden Hazard foi o mais rematador do jogo) e 11 acções com bola na grande área finlandesa.

GoalPoint
GoalPoint
O GoalPoint.pt é um site produzido pela GoalPoint Partners, uma start-up especializada em análise estatística de futebol, que oferece serviços dirigidos a profissionais, media, patrocinadores/anunciantes e adeptos.