Lançado sucessivamente por Deschamps como arma secreta o avançado Gignac teve um Euro 2016 para esquecer não conseguindo sequer marcar um golo mas, regressado ao conforto da Liga mexicana o francês voltou a brilhar e de que maneira.