TotoRating Banner

A vitória do Benfica este sábado em casa sobre o Rio Ave não sofreu contestação. Não pelos números finais no marcador, mas pela forma como as “águias” conseguiram anular, a partir de meio da primeira parte, as saídas dos vila-condenses para o contra-ataque. Um dos principais responsáveis por esse apagão, senão o maior, foi Florentino Luís.

O “trinco” do Benfica mostrou um sentido posicional inatacável, que lhe permitiu realizar 12 recuperações de posse, mas também um número elevado de intercepções, nada menos que seis, o registo mais elevado do encontro, em ambos os casos. Este último registo específico permitiu ao jovem benfiquista cimentar a posição de jogador com mais intercepções a cada 90 minutos nas principais Ligas europeias: Inglaterra, Espanha, Alemanha, França, Itália e Portugal.

Florentino faz 4,30 intercepções a cada 90 minutos, bem acima do grupo de perseguidores do “top 5” europeu, liderado pelo nigeriano Wilfred Ndidi, do Leicester City. Este é um número que tem sido consolidado através de várias exibições muito bem conseguidas neste momento específico de jogo, no qual Florentino utiliza o seu bom posicionamento e antecipação das jogadas para interceptar as veleidades adversárias na hora da circulação de bola. O médio é, aliás, dono do máximo de intercepções num só jogo esta época na Liga NOS.

GoalPoint-Belenenses-Benfica-Liga-NOS-201920-4-MVP
Clique para ampliar

Aconteceu logo na segunda jornada, na vitória benfiquista no reduto do Belenenses, por 2-0. Neste jogo, o “trinco” realizou nada menos que oito intercepções, sendo que o jovem tem ainda mais um registo no “top 10”, precisamente as seis conseguidas na recepção ao Rio Ave, este sábado. Em segundo lugar neste registo, com sete intercepções num jogo, surgem Cláudio Falcão, em duas ocasiões (Tondela e Sporting, em casa), e Adi Mehremic (em casa com o Famalicão), sendo ambos jogadores do Desportivo das Aves.