É uma curiosidade natural de todos os aficionados do Football Manager: Como avalia o mais importante simulador de futebol do mundo as “caras novas” do mercado? Desta vez nós poupamos-lhe o trabalho e apuramos se o que aí vem é prometedor ou… nem por isso.

Nem tudo poderá ser desvendado neste artigo, mas iremos com certeza aguçar o vosso apetite. Analisando os jogadores que reforçaram (até agora, prometemos actualizar) as três maiores “potências” do futebol português, quem são aqueles que se destacam? Será que a base de dados que já “descobriu” craques como Ibrahimovic e Saviola, “aprova” a política de contratações dos “grandes”?

Artigo actualizado a 2 de Agosto de 2016

Benfica colmata saídas

O campeão nacional perdeu o jogador com maior “habilidade actual” (vulgo CA, current ability no universo FM) da Liga portuguesa, Nico Gaitán, e também o jovem com maior potencial, Renato Sanches. Mas ficarão as “águias” com o plantel fragilizado?

Danilo Barbosa chega do Braga para vestir de “encarnado”. A sua habilidade de 136 indica que talvez ainda não esteja preparado para assegurar a titularidade, mas uma coisa é certa, os seus atributos não enganam, podendo ocupar não cumprir com o médio-defensivo como também como  “8”.

Contudo, o que mais chama a atenção em Danilo é o potencial que a “base de dados” lhe confere, tornando-o assim capaz de se tornar uma figura do futebol internacional.

GoalPoint-Danilo-Barbosa-Benfica-FM-2016
Clique para ampliar

Zivkovic era “apenas” o wonderkid mais desejado do jogo. Um esquerdino que se comprava por pouco mais de 3M Euro (ou mesmo a custo zero no final da primeira época) e que nos guiaria à glória, mas ter ficado tanto tempo sem jogar no Partizan poderá custar pontos de CA.

FM 2016 | O que valem os reforços dos três "grandes"? - Zivkovic
Clique para ampliar

Franco Cervi apresentava exactamente o mesmo valor de habilidade que o sérvio (128), mas com um potencial de desenvolvimento um pouco inferior.

FM 2016 | O que valem os reforços dos três "grandes"? - Franco Cervi
Clque em ampliar

Para as alas haverá ainda André Carrillo. O peruano tinha no FM16 uma CA de 146, que daria para ser titular indiscutível no Benfica desta época, mas esse valor será revisto tendo em conta o tempo de paragem que enfrentou.

FM 2016 | O que valem os reforços dos três "grandes"? - André Carrillo
Clique para ampliar

Para o lugar de Renato Sanches chegou André Horta. Ele que era uma das grandes promessas da Liga portuguesa em termos de PA (potencial) e ainda sofrerá melhorias tendo em conta a qualidade que apresentou nos sadinos.

FM 2016 | O que valem os reforços dos três "grandes"? - André Horta
Clque em ampliar

Estes quatro jogadores dão alguma esperança no que toca ao colmatar das saídas, mas também há uma contratação surpreendentemente fraca no jogo. O colombiano Celis vem do campeonato colombiano com uma CA que dificilmente lhe asseguraria a titularidade… na Segunda Liga. Algo que certamente irá ser revisto tendo em conta a sua titularidade na Copa América.

> Na próxima página: “Leões” viram-se para a Argentina