O FC Porto é o novo campeão e, esta segunda-feira, celebrou essa conquista erguendo o troféu da Liga NOS, após a goleada por 6-1 na recepção ao Moreirense. Foram seis golos apontados pelos “dragões”, cinco deles na segunda parte, na qual realizaram apenas sete remates, seis deles enquadrados. Tal só foi possível graças à capacidade “azule-branca” para criar ocasiões flagrantes de golo e as concretizar com invulgar eficácia, factos que surgem devidamente quantificados no registo de expected goals (xG) acumulado pelos campeões, a um nível pouco visto na Liga NOS 19/20. 

No final da partida, o Porto apresentava xG de 5,0, o terceiro valor mais alto da época, e algo que não espanta dada a qualidade e perigosidade do futebol apresentado pelos “azuis-e-brancos” frente ao Moreirense. O feito garantiu entrada directa para o Top 5 das equipas que criaram, num jogo, o maior número de golos esperados.

GoalPoint-expected-goals-um-jogo-infog
Clique para ampliar

Neste encontro, a contar para a 33ª jornada, os portistas não foram além de 14 remates, o que está em linha com a média de disparos que a equipa de Sérgio Conceição conseguiu nos oito jogos anteriores, os da retoma (13,6), mas os enquadrados foram nada menos que nove, acima dos 5,9 dos últimos oito desafios, e em circunstâncias muito favoráveis para facturar.

GoalPoint-Porto-Moreirense-Liga-NOS-201920-90m
Clique para ampliar

De todos os remates portistas neste encontro, 11 aconteceram na grande área do Moreirense, que já permitia 8,0 em média desde o recomeço da competição, mas ia conseguindo evitar golos adversários – era a segunda melhor defesa desta fase, com quatro golos sofridos apenas -, consentindo assim mais golos num só jogo do que nos anteriores oito.

Benfica na liderança, Braga duas vezes

De volta ao Top 5, na liderança está um jogo do Benfica, no qual as “águias” venceram o Desportivo das Aves, no Estádio da Luz, por 2-1, na 16ª jornada, com o tento do triunfo marcado perto do fim. Nesse jogo os “encarnados” registaram xG de 5,2, estranhando apenas os poucos golos que acabaram por marcar e as dificuldades que sentiram para somar os três pontos ante o “lanterna-vermelha”. Ou seja, “águias” lideram nos golos esperados mas nem por isso foram particularmente eficazes nessa partida, face ao que deviam ter concretizado.

Em segundo nesta lista surge o Sporting de Braga, precisamente no jogo de estreia de Rúben Amorim ao leme dos minhotos (e na Liga NOS). Os “guerreiros” bateram o Belenenses por 7-1, na visita aos “azuis” a contar para a ronda 15, e averbaram xG de 5,1, um pouco acima do conseguido pelo Porto ante o Moreirense.

A finalizar o Top 5, e a uma distância já apreciável, o Rio Ave registou 4,2 expected goals na vitória por 5-1 ante o Aves, logo na terceira jornada, com o Braga a surgir pela segunda vez nesta lista curta, no triunfo por 3-1 na recepção ao Portimonense (4,0 xG), em partida da 24ª jornada, a última antes da paragem devido à pandemia.