Guardiola, o “bully”

A imagem “zen” do treinador espanhol Pep Guardiola parece ser, cada vez mais, mais um produto de marketing/relações públicas do que a tradução da sua verdadeira personalidade competitiva. Como se já não bastasse o episódio ocorrido nos Estados Unidos nesta pré-temporada surge agora uma curiosa imagem de um recente treino dos bávaros em que Guardiola não se coibe de utilizar a “linguagem física” para fazer valer os seus pontos de vista junto dos seus atletas. Brincadeira? Aguarde até à repetição e poderá constatar que nem o espanhol nem Thomas Muller estão a sorrir. Guardiola não padece de falta de coragem pois se há uns tempos parecia “bater” apenas nos mais pequenos, a verdade é que Muller é uma vítima de maior monta. Um momento destes com Zlatan? Isso sim seria “de campeão”.