“Gunners” fazem sorrir as crianças

O plantel do Arsenal foi a um hospital pediátrico com o mais nobre dos “objectivos de jogo”: fazer sorrir as crianças que mais precisam.