ABélgica bateu (forte) hoje a Hungria por 4-0 e estabeleceu a maior goleada do Euro. Os “Diabos Vermelhos” Hazard, De Bruyne e Lukaku ofereceram o “inferno” à Hungria, que assim se despede deste Europeu.

Tiro ao Király!

A selecção belga entrou em campo instada a comprovar o seu favoritismo e cedo respondeu à chamada.

Com Kevin De Bruyne e Romelu Lukaku “endiabrados” calhou a Gabor Király (o “pijamas” que deixará saudades) o papel de “exorcista” da noite.

E foi graças à excelente exibição do guarda-redes húngaro, com várias defesas de elevada dificuldade, que a Bélgica regressou ao balneário apenas com um golo de vantagem (tento do defesa Toby Alderweireld).

O “feiticeiro” acaba com o jogo

Os húngaros voltariam ao relvado com maior acerto (dobro dos remates enquadrados e quase metade dos remates permitidos no primeiro tempo) e mais atentos às “diabruras” de De Bruyne e Lukaku mas nada os preparava para o que ainda estava para vir.

Eden “wizzard” Hazard “abriu o livro” e permitiu que a Bélgica saisse daqui com uma goleada. Foi da sua autoria a assistência para o segundo golo

…e foi ele que assinou o terceiro.

Já completamente desorientados (eles que até foram mais perigosos no segundo tempo), os húngaros viram ainda Yannick Carrasco a fechar a contagem.

Eden Hazard foi mesmo o “diabo principal” desta noite e a sua exibição valeu-lhe o melhor GoalPoint Rating  neste Euro 2016: 9.7. Como se um golo e uma assistência não chegassem, o jogador do Chelsea fez ainda quatro passes para ocasião, onze em catorze dribles com sucesso, 43 passes no meio campo contrário e ainda ganhou catorze dos que quinze duelos que disputou (uma eficácia de cerca de 93%)!

Factos Estatísticos GoalPoint:

  • Os oito golos que a Bélgica já leva na prova são um recorde nacional em fases finais de um Europeu. Os belgas marcaram hoje tantos golos como nos três jogos da fase de grupos.
  • Por falar em De Bruyne, a estrela do Manchester City marcou seis golos e assistiu para outros sete nos últimos doze jogos da Bélgica.
  • De Bruyne é também o primeiro jogador na prova a ultrapassar os 20 passes para ocasião (incluindo assistências) no Europeu (21).
  • A Bélgica fez 16 remates na primeira parte. Mais do qualquer outra equipa no Euro 2016, durante o mesmo período.
  • Michy Batshuayi entrou na segunda parte, e marcou na primeira vez que tocou na bola.
  • Hazard já fez tantas assistências neste Euro (3) como pelo Chelsea durante toda a época.
  • Este jogo terminou com o maior número de cartões amarelos (7) num só encontro do torneio.

Com esta vitória gorda, a Bélgica vai agora defrontar o País de Gales nos quartos de final deste “Euro 2016”.

GoalPoint | Hungria vs Bélgica | Ratings | Euro 2016
Clique para ampliar

GoalPoint | Hungria vs Bélgica | Hazard | Euro 2016
Clique para ampliar

GoalPoint | Hungria vs Bélgica | 1ª Parte | Euro 2016
Clique para ampliar
GoalPoint | Hungria vs Bélgica | 2ª Parte | Euro 2016
Clique para ampliar