Há cerca de um mês tínhamos apontado o benfiquista Lima como a principal ameaça ao líder da tabela, Jackson Martínez, na sua ausência por lesão. Mas o número 11 dos “encarnados” somou apenas 2,5 pontos e acabou até por ser ultrapassado pela grande surpresa destas últimas quatro jornadas, o nacionalista Marco Matias.

O ala-esquerdo da equipa da Choupana tem estado em grande e, com 7 pontos somados no período em análise, ascendeu ao top 3 da nossa tabela. O feito ganha ainda mais relevância se tivermos em conta que Marco Matias possui duas características raras num goleador: a posição em que joga e… a nacionalidade portuguesa. Estaremos na presença de alguém que já merece outros voos?

Dados actualizados até à jornada 28 da Liga NOS. Legenda: INF – golos decisivos na definição do resultado final; IMP – golos que aumentam a vantagem para 2 golos ou reduzem a desvantagem para 1 golo; IRR – todos os golos restantes
Dados actualizados até à jornada 28 da Liga NOS. Legenda: INF – golos decisivos na definição do resultado final; IMP – golos que aumentam a vantagem para 2 golos ou reduzem a desvantagem para 1 golo; IRR – todos os golos restantes

Mas há mais um grande destaque com um nome bem português: André Simões. O médio do Moreirense foi o jogador que mais posições subiu no nosso “top 20” e tem a particularidade de jogar numa posição ainda mais defensiva que Marco Matias. No entanto, isso não o impediu de já ter marcado seis golos esta época, todos eles influentes para o resultado da partida no momento em que foram apontados, e apenas um deles da marca de grande penalidade. Nada mau para o homem que está a caminho do futebol grego.

Como último destaque não podíamos deixar de sublinhar os cinco golos de Jonas. O benfiquista já tinha subido 16 posições na última actualização e chega agora ao sexto lugar, graças aos cinco golos apontados nos últimos quatro jogos. A taxa de influência no resultado é que se mantém baixa, visto que o brasileiro continua a mostrar uma tendência para marcar mais em momentos em que o resultado das partidas já é favorável ao seu clube.

A afundar continuam Talisca e Montero, que não só têm tido dificuldade em somar golos como também minutos pelos seus clubes, e também Bruno Moreira, que apesar de continuar a merecer a confiança de Paulo Fonseca já leva cinco jogos sem marcar.