A fase de grupos da Copa América 2019 terminou. Seguem-se dois dias de descanso, antes da disputa pelo acesso às meias-finais, protagonizada pelo “anfitrião” Brasil e pelos visitantes Paraguai, Argentina, Peru, Venezuela, Uruguai, Chile e Colômbia.

E são precisamente os “cafeteros”, liderados por Carlos Queiroz, aqueles que mais impressionaram nesta primeira fase, com três vitórias noutros tantos jogos e zero golos sofridos. Na frente de ataque o pecúlio até parece pequeno, mas bastou: quatro golos apenas (Brasil com oito é a equipa mais concretizadora), mas que bastaram para garantir a liderança do grupo com 100% de aproveitamento. Dois desses golos foram “criados” por um nome por demais conhecido do futebol português: James Rodríguez.

GoalPoint-James_Rodríguez_2018_vs_Lionel_Messi_2018-infog
Clique para ampliar

A rejeição do Bayern e a indefinição quanto ao seu futuro (tem contrato com o Real Madrid até 2021 mas é considerado dispensável) parecem não afectar de todo o desempenho do médio-ofensivo, que lidera o o ranking GoalPoint Ratings da prova com 8.26, com uma vantagem considerável para o segundo melhor, o seu colega Roger Martínez 7.43. James ainda não fez o gosto ao pé, mas lidera em ocasiões flagrantes de golo criadas (5) e soma tantos passes para finalização (12) como o brasileiro Coutinho e o chileno Aránguiz, com menos minutos jogados.

Na ausência de um claro melhor marcador (são nove os jogadores empatados com dois golos marcados na prova), destacam-se dois nomes que não só integram esse lote como vão protagonizando uma Copa América surpreendentemente positiva face às épocas menos felizes que tiveram nos seus clubes. Falamos de Phillipe Coutinho e Alexis Sánchez, os melhores ratings da equipa da casa e do campeão em título, respectivamente.

GoalPoint-Philippe_Coutinho_2018_vs_Alexis_Sánchez_2018-infog
Clique para ampliar

As emoções da Copa América 2019 regressam já na quinta-feira, 27 de Junho. Fique atento ao nosso twitter e Instagram.