João Cancel’a discussão sobre o melhor lateral do mundo

-

Os ecos da exibição de João Cancelo esta quarta-feira, na goleada caseira do Manchester City sobre o Club Brugge, por 4-1, ainda se fazem sentir. A discussão sobre se o português é ou não o melhor lateral do Mundo já ganhava adeptos, mas após a fenomenal exibição do jogador do City ante os belgas, essa afirmação deixou de ser ouvida apenas em surdina, para ser já assumida por alguns sem receio – inclusive a conta em português do clube no Twitter avançou, sem rodeios, com essa ideia.

Não nos cabe a nós sustentar ou rebater essa avaliação, mas é impossível fugir ao que aconteceu na quarta ronda da Champions 2021/22 e a dimensão do que o internacional luso alcançou. O GoalPoint Rating de 10.0 (o primeiro esta temporada na Liga dos Campeões) é só um pormenor – para nós um “pormaior” – na imensidão de dados que nos deixam de boca aberta de espanto. Sem dúvida foi uma exibição de melhor lateral do Mundo – pelo emblema que representa, pelo contexto competitivo, pela quase perfeição de tudo o que fez em campo -, sendo ele o melhor ou não.

A conta do Manchester City afirmou-o, recorrendo ao próprio tweet GoalPoint, que mostrou os principais números da “performance” de Cancelo. Vamos ao imediato: o português acertou uma vez no ferro, em três remates, fez três assistências em sete passes para finalização, arrancou um passe de ruptura, 14 passes aproximativos, completou oito de dez longos e registou três intercepções. Brilhante, mas longe de ser tudo.

[ Clique nos mapas para ampliar ]

Com as três assistências, Cancelo estabeleceu o máximo já registado esta época de passes para golo num só jogo, e ninguém ainda tinha atingido valor tão alto de Expected Assists (xA), nada menos que 2,2 (Dušan Tadić, do Ajax, detinha o máximo, com 1,6). Dos sete passes para finalização (segundo valor mais alto da época), três foram para ocasião flagrante, igualando o máximo já (várias vezes) alcançado esta temporada. Mas esperem, há mais.

Cancelo arrancou 17 passes ofensivos valiosos – entregas certas para os últimos 25 metros do terreno -, máximo do jogo, foi também o jogador que mais passes acertou (97, equivalentes a 91% de eficácia), encontrou um companheiro de equipa em oito de dez passes longos, fez 14 aproximativos (mais cinco que o segundo valor mais elevado) e dez super aproximativos, estabelecendo um novo recorde desta variável esta época, o dobro do anterior, que pertencia a Joshua Kimmich e foi registado na goleada do Bayern ao Benfica, na terça-feira. E ainda assinou 135 acções com bola, mais 21 que o segundo (Rodri Hernández). Espantoso.

[ As 135 acções com bola de Cancelo ante o Brugge ]

GoalPoint-João-Camcelo-Manchester-City-Touches-UCL-Club-Brugge-J4-202122
Clique para aumentar

O melhor lateral desta Champions é certamente

A pergunta é-nos feita diversas vezes, em variados contextos e para muitas posições e jogadores. Neste caso também aconteceu, mas se não tivesse sucedido teríamos sido nós próprios a perguntar ao Antunes. E ele respondeu.

Entre jogadores com mais de 180 minutos disputados (50% do total de minutos possíveis), João Cancelo regista o segundo melhor GoalPoint Rating da Champions League 2021/22, um 8.25 (três centésimas acima do que avançámos na quarta-feira, após a revisão de dados pela OPTA), apenas atrás de Serge Gnaby, do Bayern, que arrasa com 8.60. Sim, Cancelo é o lateral com melhor rating acumulado até ao momento, bem acima do segundo, o extraordinário Alphonso Davies, também do Bayern.

[ O desempenho acumulado de Cancelo na UCL 2021/22 ]

GoalPoint-UEFA-Champions-League-2018-João-Cancelo-infog
Clique para ampliar

Em quatro jogos, o lateral português contribuiu directamente para cinco dos golos do City, com as três assistências desta partida e com dois tentos marcados. Entre jogadores da sua posição – e mais do que os tais 180 minutos -, Cancelo é o terceiro em passes para finalização (2,5, todos de bola corrida) por 90 minutos, o segundo em ocasiões flagrantes criadas (1,0), o líder em assistências (0,8, a par de Cristiano Silva, do Sheriff), em passes de ruptura (0,8), passes ofensivos valiosos (9,3), o quarto em passes aproximativos (9,8) e primeiro destacado em passes super aproximativos (4,3), e ainda o sexto em intercepções (2,8).

Cá estaremos para acompanhar a evolução de João Cancelo. Pela amostra, o português tem ainda mais para nos espantar a todos.

Pedro Tudela
Pedro Tudela
Profissional freelancer com 19 anos de carreira no jornalismo desportivo, colaborou, entre outros media nacionais, com A Bola e o UEFA.com.