Jogador do mês | Bas Dost, o “pinheiro de Natal”🎄

-

Asaída de Islam Slimani fazia prever dificuldades para o “leão”. Dizem não ser fácil substituir um bom homem de área nos dias que correm, sobretudo sem os milhões que movimentam aqueles que, de facto, resolvem. As dificuldades não se confirmaram. O “leão” pode ter falhado nas suas opções de mercado em quase toda a linha, mas acertou em cheio na escolha do herdeiro do homem-golo argelino.

GoalPoint-Slimani-vs-Bas-Dost-Liga-NOS-2016-infog
Clique para ampliar

Em boa verdade, a surpresa é relativa. Bas Dost tem sido igual a si próprio, ao seu trajecto e às qualidades (e limitações) que lhe apontámos aquando da sua chegada (vide infografia em baixo). O holandês está um pouco mais… matador: chegou com uma taxa de remates concretizados de 20% e avança pela Liga NOS com uns impressionantes 35%. Um verdadeiro abono.

Quis a “fortuna” estatística que o holandês fosse o primeiro “leão” a arrecadar o título de Jogador do Mês GoalPoint Ratings em cerca de época e meia, e logo num mês de Janeiro nada famoso para os “verde-brancos”. Esse contexto só confere ainda maior importância à veia goleadora de Dost, que reclama 46% dos tentos da equipa na Liga até ao momento. Insubstituível.

GoalPoint | Reforços 2016/17 | Bas Dost e Luc Castaignos | Sporting CP
Clique para ampliar

O verdadeiro “Pinheiro de Natal”

Os “leões” venceram apenas dois dos quatro encontros abrangidos em Janeiro, mas não terá sido pela ausência do holandês que falharam o pleno: Dost não só alinhou como marcou em todos eles, e só por uma vez prendou o público com menos do que um “bis”.

Pelo caminho, o holandês somou os seus dois primeiros MVP GoalPoint da época, mas isso não significa que a sua influência não fosse já obviamente notada, ele que marca presença em cinco “onzes” da jornada e três equipas do mês da Liga NOS 16/17 até ao momento.

GoalPoint-Jogador-do-mes-Janeiro-2017-Bas-Dost-Porto-Liga-NOS-infog
Clique para ampliar

O termo “pinheiro” nem sempre tem uma conotação positiva no futebol português, associado habitualmente a homens de área altos, pouco participativos na construção e mais orientados para o último toque de finalização.

Bas Dost corporiza o conceito, mas pelo lado positivo. O holandês participa efectivamente pouco na construção (cinco toques na bola na área adversária a cada 90 minutos, contra, por exemplo, os oito de André Silva) e oferece apenas em média um passe para ocasião de remate aos colegas (e ainda não soma qualquer assistência), mas na hora de visar a baliza não falha com as “prendas”: concretiza cerca de um em cada três remates e duas em cada três das oportunidades flagrantes de que dispõe.

https://www.youtube.com/watch?v=AussGxeCsnM

Retomando a comparação inicial com Islam Slimani, fica a dúvida legítima: se Bas Dost oferece o que se vai vendo com um “leão” a meio gás, o que faria ele caso o Sporting mantivesse os índices que apresentou em 15/16?

Parabéns, Bas Dost!
O avançado sucede assim a Brahimi (Dezembro), Pizzi (Novembro), Salvio (Outubro), Wilson Eduardo (Setembro) e Miguel Layún (Agosto) na galeria dos melhores jogadores do mês GoalPoint da Liga NOS 16/17!

Não perca amanhã o anúncio dos restantes dez magníficos que acompanham Bas Dost no “onze” GoalPoint Ratings de Janeiro de 2017!

GoalPoint
GoalPoint
O GoalPoint.pt é um site produzido pela GoalPoint Partners, uma start-up especializada em análise estatística de futebol, que oferece serviços dirigidos a profissionais, media, patrocinadores/anunciantes e adeptos.
GoalPoint

GRÁTIS
BAIXAR