GoalPoint-Juventus-Nápoles-Italian-Serie-A-201718-Ratings
Clique para ampliar
GoalPoint-Juventus-Nápoles-Italian-Serie-A-201718-MVP
Clique para ampliar
GoalPoint-Juventus-Nápoles-Italian-Serie-A-201718-90m
Clique para ampliar

A Liga italiana está ao rubro. À entrada para a 34ª jornada, a Juventus liderava o campeonato com quatro pontos de vantagem sobre o segundo classificado, o Nápoles, e recebeu este domingo o seu mais directo adversário na luta pelo “scudetto”, em Turim, naquele que se antevia ser o jogo do título. Acabou por não o ser, na medida em que a “vecchia signora” não fechou as contas do mesmo. Antes pelo contrário. Os napolitanos venceram por 1-0, com o ser golo a ser apontado no minuto 90, e relançaram o campeonato. Faltam quatro jornadas para o seu término e as duas equipas estão separadas por um ponto.

Quem esperava uma Juventus dominadora, enganou-se por completo. O Nápoles, assente no seu habitual jogo de posse e passe, uma espécie de “tiki-taka” à italiana, dominou por completo o encontro, registando 60% de posse de bola, 87% de eficácia de passe (80% para a Juve) e 12 remates, sendo quatro deles enquadrados. Os campeões italianos, por seu turno, fizeram tanto quanto o Boavista este domingo em Alvalade em termos ofensivos, ou seja, quatro remates, nenhum enquadrado.

Ainda assim, o golo que decidiu o encontro aconteceu apenas em cima do minuto 90. Callejón bateu um canto da direita e Kalidou Koulibaly surgiu de rompante a saltar mais alto que todos e a cabecear de forma portentosa para o 1-0. O senegalês foi mesmo o melhor em campo, com um GoalPoint Rating de 7.4, graças ao seu golo, mas também a três duelos aéreos ganhos em três e a cinco acções defensivas.

GoalPoint-T-shirts-2017-banner