O Sporting CP disse adeus à Liga Europa 2015/16 após perder em Leverkusen por 3-1, num jogo em que, pelo menos durante 45 minutos, João Mário e Carlos Mané ainda fizeram por alimentar o sonho leonino da passagem aos oitavos-de-final.

Liga Europa 2015/16 - Leverkusen vs Sporting
Clique na infografia para ampliar (infografia: GoalPoint)

Foi um jogo de grandes golos (Bellarabi e Calhanoglu com grandes execuções) mas nem por isso “amigo” da bola, com ambas as equipas com eficácias de passe muito abaixo da média para o seu nível (<70%), com muitos momentos de disputa e bolas perdidas sobretudo no miolo, onde se decidiu boa parte do desfecho do encontro. O final do primeiro tempo fazia prever um “leão” que tentaria importunar ainda mais os alemães, que pareciam nessa altura assustados com a iniciativa leonina, quase sempre liderada por João Mário e envolvendo muitas vezes um Carlos Mané que, não fosse a noite perdulária, podia ter alimentado ainda mais o sonho.

Os leões cairam abruptamente no segundo tempo, no qual não realizaram qualquer passe para ocasião, permitindo aos alemães sentenciarem o jogo, com os minutos finais a serem de bastante sofrimento para um “leão” que, por essa altura (e tal como provavelmente o seu treinador, desde bem antes do apito inicial), já devia pensar em Guimarães.

Mário e Mané lideraram ambição

O homem com melhor desempenho estatístico acabou por ser Carlos Mané, que apesar do desperdício de um lance de golo eminente teve intervenção directa no golo leonino (João Mário recarregou o seu remate após defesa de Leno) dividindo aliás com o médio leonino a autoria dos únicos três remates enquadrados do Sporting em Leverkusen.

O “carrasco” da eliminatória acaba por ser Bellarabi, autor de três golos frente a Rui Patrício (numa noite infeliz, apesar de ainda ter somado três defesas) mas desta feita foi Calhanoglu a suceder a Kramer como melhor em campo, interceptando jogo como ninguém e ainda oferecendo três ocasiões aos colegas até que, cansado de oferecer, decidiu ele fechar o marcador com uma soberba execução.

Nota: Os GoalPoint Ratings resultam de um algoritmo proprietário desenvolvido pela GoalPoint que pondera exclusivamente o desempenho estatístico dos jogadores ao longo da partida, sem intervenção humana. Clique para saber mais.

> NA PRÓXIMA PÁGINA: O JOGO COMO O VIMOS