Libertadores: as contas que o Brasil quer acertar

-

Na semana passada teve início a fase de grupos da Taça Libertadores da América, a Champions League sul-americana. Para o futebol brasileiro é mais uma oportunidade para retomar seu protagonismo no futebol internacional.

Para lá da humilhação dos inesquecíveis (por mais que tentemos esquecer) 7-1 contra a Alemanha na Copa do Mundo, 2014 também ficou marcado pelo fim da hegemonia do futebol “tupiniquim” no principal torneio do continente.

Após conquistar por quatro anos seguidos a Libertadores, o futebol brasileiro assistiu à vitória do argentino San Lorenzo (equipa do papa Francisco). Pior, foi a primeira vez em dez anos que uma formação brasileira não chegou à final. Pior ainda, foi a primeira vez desde (o longínquo) 1991 que um time brasileiro não ficou entre os quatro primeiros.

Este ano, porém, tem tudo para ser diferente. Primeiro, porque os cinco emblemas brasileiros que participam nesta edição têm tradição na competição: São Paulo (foi campeão três vezes), Cruzeiro (duas), Internacional (duas), Atlético-MG (uma) e Corinthians (uma). Segundo, além da experiência, os clubes surgem com bons plantéis. A incógnita maior fica por conta do Cruzeiro, actual bicampeão nacional, mas que vendeu seus principais jogadores no começo do ano.

É verdade que os brasileiros não começaram muito bem: Atlético-MG, Internacional e São Paulo perderam na estreia. Este último foi derrotado justamente pelo seu tradicional adversário Corinthians. Já o Cruzeiro só faria sua primeira partida na noite desta quarta-fera (25). Apesar do começo ruim, ainda há tempo para a recuperação.

Corinthians e São Paulo começaram a sua participação com a adrenalina ao máximo natural num derby.

Tirando eventuais surpresas (muito comuns nesse tipo de disputa), os times argentinos devem ser os principais adversários dos brasileiros. Além do San Lorenzo, o Boca Juniors (seis vezes campeão) está de volta ao torneio.

Vale a pena acompanhar a Libertadores. Lembrando que o vencedor disputa o Mundial de Clubes da FIFA, que culmina habitualmente numa final entre o campeão sul-americano e o campeão europeu.

LISTA DE VENCEDORES DA LIBERTADORES 2005/14

[vc_table vc_table_theme=”simple” el_class=”table{ width: 100% !important; }”][b;align-center]Ano,[b;align-center]Campe%C3%A3o,[b;align-center]Vice-campe%C3%A3o|[b;align-center]2005,[b;bg#9ad66f;align-center]S%C3%A3o%20Paulo,[b;bg#9ad66f;align-center]Atl%C3%A9tico%20Paranaense|[b;align-center]2006,[b;bg#9ad66f;align-center]Internacional,[b;bg#9ad66f;align-center]S%C3%A3o%20Paulo|[align-center]2007,[align-center]Boca%20Juniors,[b;bg#9ad66f;align-center]Gr%C3%AAmio|[align-center]2008,[align-center]LDU,[b;bg#9ad66f;align-center]Fluminense|[align-center]2009,[align-center]Estudiantes,[align-center;b;bg#9ad66f]Cruzeiro|[align-center]2010,[b;bg#9ad66f;align-center]Internacional,[align-center]Chivas|[align-center]2011,[b;bg#9ad66f;align-center]Santos,[align-center]Pe%C3%B1arol|[align-center]2012,[b;bg#9ad66f;align-center]Corinthians,[align-center]Boca%20Juniors|[align-center]2013,[b;bg#9ad66f;align-center]Atl%C3%A9tico-MG,[align-center]Ol%C3%ADmpia|[align-center]2014,[align-center]San%20Lorenzo,[align-center]Nacional[/vc_table]

Carlos Iavelberg
Carlos Iavelberg
Editor-assistente do website UOL Notícias (Brasil), integrado no grupo UOL, a maior empresa de conteúdos online da América Latina. Passou ainda pelo "Folha de S.Paulo tendo sido ainda correspondente do jornal em Madrid.
GoalPoint

GRÁTIS
BAIXAR