Finda a Liga NOS 2014/15, coroados os campeões e identificados os despromovidos, olhamos os dados de desempenho OPTA para identificar os destaques que escapam à nossa capacidade visual de processar o futebol que fomos acompanhando, jornada após jornada.

Iniciamos esta série com a identificação dos reis do remate, aqueles que atiraram à baliza muito e bem, os que aproveitaram melhor os (muitos ou poucos) remates de que beneficiaram e ainda os que melhor usaram a cabeça para fazer o que os demais preferem fazer com os pés.

 

1. OS QUE MAIS REMATARAM

Jackson, Nani e Lima foram os jogadores que mais alvejaram a baliza adversária, com o colombiano a ser o único jogador a ultrapassar a centena de disparos. Não deixa de ser curioso descobrir um extremo neste “top 3”, neste caso Nani, embora com pouca eficácia (apenas sete golos, um número positivo para um ala mas escasso para a quantidade de remates efectuados). O número acaba por traduzir a importância que Nani teve na manobra ofensiva leonina ao longo da época, como aliás era esperado desde que a sua chegada foi anunciada. Lima acaba por ser o mais eficaz dos três líderes deste ranking, ao conseguir um golo a cada 4,6 remates, contra 5,1 de Jackson e 13,7 de Nani. Mas Lima reserva outra surpresa, como poderá conferir nas próximas páginas.

> NA PRÓXIMA PÁGINA: OS QUE MAIS REMATES ENQUADRADOS FIZERAM