Liga NOS 16/17 | Cinco “putos” em alta à 10ª jornada ⭐

-

Decorrido quase um terço da Liga NOS 16/17 quem são os “putos” em alta? Em primeiro lugar convém circunscrever o conceito de “putos”. Optámos por considerar todos os jogadores nascidos de 1994 em diante (Sub-21) e analisámos o desempenho daqueles que cumpriram pelo menos metade do tempo de jogo já disputado, ou seja, um mínimo de 450 minutos. Eis assim os cinco infantes “on fire” na Liga NOS, precedidos de um conjunto de nomes que surgem à espreita de um lugar no pódio.

Curiosidade: três dos cinco jovens em destaque neste balanço preliminar constam do artigo “10 apostas GoalPoint 2016/17”. Sorte ou a utilidade da estatística a confirmar-se? Veremos, mais adiante na época.

Os perseguidores

Num rating em que as diferenças se estabelecem por vezes à centésima, temos de dar lugar aos “craques” que, apesar de não somarem o suficiente para constar deste top, prometem lutar por ele até ao final da época. É o caso de homens como Raphinha (V. Guimarães) 5.99, Francisco Geraldes (Moreirense) 5.98, André Horta (Benfica) 5.94, Matheus Índio (Estoril) 5.84, Palhinha (Belenenses) 5.83 e André Silva (FC Porto) 5.81, todos eles em ascensão e a comprovar que é possível obter um desempenho regular da aposta prematura (?) na juventude desde que haja qualidade.

Otávio (FC Porto)

Otávio6.11 GoalPoint Rating
706 Minutos
4 Assistências
14 Ocasiões criadas

A rápida preponderância do brasileiro Otávio na manobra ofensiva “azul-e-branca” poderá ter surpreendido muitos. A nós não surpreendeu, ou não tivéssemos elegido já Otavinho como um “GoalPoint Moneyball Player” na época 15/16, numa altura em que constava de poucos blocos de notas dos comentadores a “olho”. A vantagem dos números é mesmo esta: permite-nos identificar os que se superam, ainda antes de o fazerem nos maiores palcos.

Otávio é o líder portista em assistências e, entre os “dragões”, apenas Layún e Óliver o batem na média de passes para ocasião que oferece à equipa: 1,8 a cada 90 minutos. O brasileiro é ainda aquele que mais dribles eficazes soma por jogo (1,7) e mantém outro registo que já o destacava dos demais “10”: a “garra” com que procura recuperar a bola, algo que faz 4,3 vezes a cada 90 minutos jogados.

 Rúben Semedo (Sporting CP)

Rúben Semedo6.15 GoalPoint Rating
900 Minutos
68% Duelos ganhos
6.8 Recuperações de posse p/90m

Pelas mãos de Jorge Jesus passou a concorrência como um Fórmula 1 e já é um titular indiscutível do eixo defensivo leonino. E confirma-o nos números. Semedo é o segundo “leão” que mais vezes recupera a posse (6,8 a cada 90 minutos), batido apenas por William Carvalho. O jovem central faz ainda dois desarmes por jogo, com uma particularidade: 90% resultam em posse leonina. Se lhe dissermos que é também o “leão” que mais passes adversários intercepta (3,9) e que ganhou 68% dos 101 duelos que travou não precisará de muito mais para perceber a importância de Semedo nos “verde-e-brancos”. Só lhe falta abrir a “conta” ofensiva, embora já some dois remates enquadrados e dois passes para ocasião na Liga.

Na próxima página, o pódio

GoalPoint
GoalPoint
O GoalPoint.pt é um site produzido pela GoalPoint Partners, uma start-up especializada em análise estatística de futebol, que oferece serviços dirigidos a profissionais, media, patrocinadores/anunciantes e adeptos.
GoalPoint

GRÁTIS
BAIXAR