A 20ª jornada da Liga NOS assistiu à troca de líderes, com o Sporting a vencer o V. Guimarães em casa por 1-0 e a aproveitar os deslizes dos principais concorrentes à luta pelo título. O Benfica empatou 1-1 no dérbi lisboeta no Restelo, com o Belenenses, enquanto o FC Porto não foi além de um nulo no reduto do Moreirense.

Este conjunto de resultados teve como efeito a ausência de jogadores do campeão nacional do nosso “onze” da jornada, com base nos GoalPoint Ratings. Porém, apesar do empate sem golos em Moreira de Cónegos, o Porto coloca três elementos nesta nossa selecção, não espantando, porém, que se tratem de dois defesas e um médio mais recuado, face à recente falta de eficácia dos seus homens mais adiantados. Por seu turno, os “leões” só apresentam um jogador, neste caso Marcos Acuña, fundamental no triunfo dos homens de Alvalade. O espantoso é não ser Bruno Fernandes, recordista de presenças, com nove, mas que desta feita fica de fora e vê um portista ameaçar a sua hegemonia.

Destaque, igualmente, para duas estreias, dois jogadores que repetem a presença em relação à jornada anterior (do mesmo clube) e para dois emblemas: Portimonense e Sp. Braga cedem dois representantes, e um deles é mesmo o melhor jogador da jornada. Confira.

GoalPoint-onze-Liga-NOS-201718-J20-infog
Clique para ampliar

 

Charles (Marítimo) 7.4 – Na baliza surge o primeiro de dois estreantes. Charles não impediu a derrota do Marítimo em casa do Boavista, mas fez o suficiente para tal, com oito defesas, uma delas a travar uma grande penalidade.

E. Hackman (Portimonense) 6.7 – E logo a seguir temos o segundo estreante. Hackman esteve muito bem no impressionante triunfo do Portimonense sobre o Rio Ave, por 4-1, nomeadamente no sector mais recuado, onde somou 12 acções defensivas, entre elas quatro desarmes e cinco intercepções.

Felipe (FC Porto) 7.1 – O defesa-central do Porto é um dos dois atletas que repetem a “chamada” ao nosso “onze”. Em Moreira de Cónegos, o brasileiro esteve em todo o lado, com dez acções defensivas, mas também três remates, dois deles enquadrados, para além de nove duelos aéreos ganhos em 12. Desperdiçou uma ocasião flagrante, algo que o impediu de ter um rating ainda mais elevado.

Raúl Silva (Sp. Braga) 6.9 – O defesa goleador do Sp. Braga voltou a estar em grande, sobretudo ao reafirmar a sua veia goleadora. Na vitória sobre o Desportivo das Aves, o brasileiro fez um golo, teve sucesso nas suas duas tentativas de drible e ainda registou 11 acções defensivas.

Alex Telles (FC Porto) 7.6 – O lateral brasileiro parece ter lugar cativo nas nossas equipas. Para além de repetir a presença da semana passada, Telles aumentou para oito o número de “chamadas”, igualando o benfiquista Jonas e fazendo perigar a liderança de Bruno Fernandes. Em Moreira de Cónegos, o portista criou uma ocasião flagrante, em três passes para finalização, registou cinco desarmes e tentou oito vezes o cruzamento, sendo dois deles eficazes.

Hector Herrera (FC Porto) 7.0 – O terceiro portista nesta equipa. Chamado para ocupar o lugar do lesionado Danilo Pereira, o mexicano não desiludiu, com o registo máximo de acções com bola na partida (109), oito duelos aéreos ganhos em… oito, para além de 13 recuperações de bola e nove acções defensivas.

Lucas Evangelista (Estoril) 8.3 – O médio do Estoril é uma presença habitual por aqui e, após a exibição de grande nível frente ao Tondela, passou a somar a sexta “chamada” às nossas equipas da jornada. O brasileiro não pára de encantar, desta feita com um (excelente) golo e uma assistência, para além de quatro passes para finalização, quatro dribles eficazes em cinco tentativas e ainda sete recuperações de posse.

Ricardo Esgaio (Sp. Braga) 7.0 – O ala do Braga soma a terceira presença nos nossos “onzes”, desta feita como médio-direito. Frente ao Aves, o ex-Sporting fez um golo em quatro remates (dois enquadrados) e ainda ajudou na defesa, com quatro desarmes.

Marcos Acuña (Sporting) 7.7 – O argentino esteve em grande plano na vitória do Sporting sobre o V. Guimarães. Para além da assistência para o golo de Mathieu, Acuña rematou quatro vezes, fez quatro passes para finalização e dez cruzamentos, três dos quais eficazes. E ainda tentou oito vezes o drible, com sucesso em quatro.

William (D. Chaves) 7.0 – Os flavienses deixaram-se empatar no último minuto ante o V. Setúbal, mas William já tinha feito, por essa altura, o seu trabalho bem feito, com os dois golos transmontanos da sua autoria, nos únicos remates que realizou.

Fabrício (Portimonense) 9.0 – O craque da jornada 20 joga no Portimonense. A goleada algarvia sobre o Rio Ave teve o contributo de três golos do brasileiro Fabrício, que surgiram na sequência de sete remates (máximo da jornada), cinco deles enquadrados. E o outro tento dos homens de Portimão, apontado por Shoya Nakajima, surgiu de uma assistência de Fabrício, que registou ainda três passes para finalização e ganhou cinco de oito duelos aéreos. Uma exibição quase perfeita.

Fechamos com os jogadores que lideraram o nosso “barómetro” de variáveis nesta jornada:

GoalPoint-Tops-Jornada-20-LIGA-NOS-201718-infog
Clique para ampliar

 

São estes os melhores da 20ª jornada da Liga NOS 17/18, parabéns!

Confira, jogo a jogo, os números que justificam a eleição dos melhores, na tabela de acompanhamento dos jogos GoalPoint, actualizada poucos minutos após o término de cada encontro da Liga NOS! Pode também encontrar todo o histórico da época neste “link”.

LIGA NOS | J20STATGPRMVP
2-1
4-1
1-1
2-0
3-0
0-0
2-1
2-2
1-0