A 21ª jornada da Liga NOS ditou a primeira derrota do Sporting esta temporada na prova, por 2-0, no terreno do Estoril Praia, facto que tem uma influência decisiva no figurino do nosso “onze” da jornada. Os “canarinhos” colocam dois jogadores nesta selecção dos que melhor jogaram, com base nos GoalPoint Ratings, enquanto os “leões” não apresentam nenhum. E este facto dita, igualmente, um outro facto importante neste contexto: Bruno Fernandes já não está sozinho como o jogador com mais presenças nas nossas equipas, tendo sido igualado por Alex Telles.

Telles é um dos dois únicos jogadores que repetem a nomeação em relação à jornada anterior, algo que o coloca com nove presenças, as mesmas de Bruno Fernandes, que fica de fora pela segunda semana seguida. Jonas (oito) e Lucas Evangelista (seis) são os outros jogadores com mais “chamadas”, mas também eles ficaram de fora.

Destaque, assim, para o Estoril, pelas duas nomeações, algo que apenas Benfica e Porto conseguem. As “águias” golearam o Rio Ave por 5-1 e, curiosamente, são dois defesas centrais benfiquistas a surgirem no “onze” (ambos estreias), enquanto o Porto superiorizou-se ao Braga e também coloca aqui um estreante. E por falar em estreias, esta jornada temos nada menos que oito.

Contudo, os holofotes da fama recaem sobre um ponta-de-lança que está a dar cartas e que foi o melhor da jornada, tal como o havia sido na anterior. Confira.

GoalPoint-onze-Liga-NOS-201718-J21-infog
Clique para ampliar

 

Renan Ribeiro (Estoril Praia) 7.0 – O Sporting perdeu na Amoreira, e o guarda-redes do Estoril foi um dos grandes responsáveis por esse feito. Às cinco defesas na primeira parte, juntou mais uma no segundo tempo. De todas, quatro foram a remates de fora da área, mas com níveis de dificuldade elevados.

Kyriakou (Estoril Para) 7.3 – O melhor em campo no triunfo do Estoril ante o “leão”. O lateral-direito marcou o primeiro golo da partida e terminou ainda com um passe para finalização, 88% de eficácia de passe, cinco intercepções, nove alívios e sete recuperações de bola.

Rúben Dias (Benfica) 7.6 – O Benfica goleou, mas os dois melhores em campo foram os seus centrais. Rúben foi o segundo, mercê do primeiro golo que apontou pela primeira equipa “encarnada”, ao que juntou cinco desarmes.

Jardel (Benfica) 7.9 – O parceiro de Rúben Dias no eixo defensivo benfiquista foi o melhor nesse jogo ante o Rio Ave. Marcou um golo, também de cabeça, e ainda registou uma assistência e três passes para finalização, algo pouco habitual num central.

Alex Telles (FC Porto) 7.6 – Terceira presença consecutiva do lateral portista, uma das grandes figuras deste campeonato. Telles fez algo raro, que foi somar três assistências no triunfo do Porto na recepção ao Sp. Braga – todos os golos dos seus colegas saíram do seu pé esquerdo, em seis passes para finalização (máximo da jornada). E ainda registou três cruzamentos eficazes em seis e nove acções defensivas, quatro delas desarmes. Um caso sério.

Vítor Gomes (Desportivo Aves) 7.4 – No fecho da jornada, o “aflito” Desportivo das Aves ganhou folgadamente ao Boavista por 3-0, e o médio esteve em grande destaque, não só pelo golo que marcou, mas também pelo passe para finalização que fez, pelos quatro duelos aéreos que ganhou em seis e pelos quatro desarmes. Uma exibição completa.

Sérgio Oliveira (FC Porto) 7.9 – O “senhor Champions” do Porto mereceu a confiança de Sérgio Conceição no meio-campo portista, na ausência de Danilo Pereira. E não desiludiu, ao ponto de estrear-se nestas nossas equipas. Sérgio foi o melhor em campo ante os “arsenalistas”, com um golo de cabeça, dois passes para finalização, sucesso nos quatro dribles que tentou e ainda sete desarmes.

Raphinha (V. Guimarães) 7.4 – O jovem extremo é o vimaranense com mais presenças nos nossos “onzes”, perfazendo três na sequência da exibição na 21ª jornada. O Vitória bateu o vizinho Paços de Ferreira por 3-2 e o brasileiro fez um golo, dois passes para finalização e ajudou bastante nos momentos defensivos, com sete desarmes e quatro intercepções.

João Teixeira (V. Setúbal) 7.5 – O médio jogou encostado à esquerda, na vitória clara dos sadinos sobre o Belenenses, e fez uma bela exibição. Para além do golo que marcou, Teixeira fez ainda dois passes para finalização, cinco desarmes e recuperou nove vezes a posse de bola.

Tozé (Moreirense) 7.6 – Os homens de Moreira de Cónegos foram a Tondela arrancar uma preciosa vitória, e muito devem a Tozé. O jogador fez os dois golos dos minhotos, em três remates (dois enquadrados), e ainda três passes para finalização e registou 81% de eficácia de passe.

Fabrício (Portimonense) 8.9 – O melhor jogador da 21ª jornada é o mesmo da 20ª. O brasileiro Fabrício marcou dois dos três golos do Portimonense no terreno do Marítimo e já vai em 11 tentos na Liga NOS, seis deles nos últimos três jogos. No Funchal registou seis remates (dois à baliza), fez um passe para finalização, teve sucesso nas duas tentativas de drible e ganhou incríveis 13 duelos aéreos em 17 – o máximo da jornada e da Liga NOS esta temporada, igualando o feito de Maurides, do Belenenses.

Fechamos com os jogadores que lideraram o nosso “barómetro” de variáveis nesta jornada:

GoalPoint-Tops-Jornada-21-LIGA-NOS-201718-infog
Clique para ampliar

 

São estes os melhores da 21ª jornada da Liga NOS 17/18, parabéns!

Confira, jogo a jogo, os números que justificam a eleição dos melhores, na tabela de acompanhamento dos jogos GoalPoint, actualizada poucos minutos após o término de cada encontro da Liga NOS! Pode também encontrar todo o histórico da época neste “link”.

LIGA NOS | J21STATGPRMVP
5-1
3-1
1-2
1-2
2-0
3-2
0-3
3-0
3-0