T udo na mesma no topo da classificação, após a 24ª jornada da Liga NOS. Depois de o FC Porto ter acertado o calendário com o triunfo em casa do Estoril Praia, a diferença pontual dos “azuis-e-brancos” para Benfica e Sporting aumentou para cinco pontos, algo que se manteve na sequência da goleada portista por 5-1 em casa do Portimonense. Os “encarnados”, por seu turno, ganharam por 3-1 na difícil deslocação a Paços de Ferreira, com os seus golos apontados todos no segundo tempo, enquanto os “leões” marcaram em tempo de compensação e ganharam ao Moreirense, por 1-0.

Estes resultados dos “três grandes”, bem como as respectivas exibições, tiveram reflexo natural no nosso “onze” da jornada, tendo por base os GoalPoint Ratings. FC Porto e Benfica colocam dois jogadores cada nesta nossa equipa, o mesmo número de representantes do Sp. Braga e do Marítimo. E desta feita temos três estreantes  nas nossas escolhas em 2017/18, e apenas um repetente em relação à jornada anterior.

Destaque para o guarda-redes Cláudio Ramos, que vai já na quinta presença nas nossas equipas. Mas vamos aos craques em destaque nesta ronda:

GoalPoint-onze-Liga-NOS-201718-J24-infog
Clique para ampliar

 

Cláudio Ramos (Tondela) 8.1 – O Tondela vai fazendo um campeonato com altos e baixos, mas quem mantém a bitola é o seu guarda-redes. Os beirões criaram muitas dificuldades ao Braga, na Pedreira, e perderam pela margem mínima, muito por culpa da grande prestação de Cláudio Ramos, que realizou nove defesas, seis a remates dentro da sua grande área.

Bebeto (Marítimo) 6.5 – Os insulares regressaram finalmente às vitórias, 3-2 sobre o V. Guimarães, e o seu lateral-direito foi um dos melhores. Para além de dois passes para finalização, Bebeto registou 11 acções defensivas, entre elas seis desarmes e quatro intercepções.

Raúl Silva (Sp. Braga) 6.8 – Desta feita o “central-goleador” não marcou, mas manteve o Tondela longe da baliza bracarense, graças a dois passes para finalização, dois dribles eficazes em duas tentativas e 11 recuperações de posse, tudo números de jogador que ocupa outras zonas do terreno. E ainda registou 101 acções com bola.

Pablo (Marítimo) 7.2 – Uma estreia nas nossas equipas. O central marcou um dos golos dos madeirenses, em três remates (um enquadrado), ganhou os quatro duelos aéreos em que participou e realizou quatro intercepções.

G. Konan (V. Guimarães) 7.0 – Outra estreia. Os minhotos atravessam um período difícil e perderam na Madeira. Ainda assim, o seu lateral-esquerdo esteve em grande destaque. O costa-marfinense foi o melhor da sua equipa, com uma assistência para golo em dois passes para finalização, quatro cruzamentos eficazes em cinco tentativas, dois dribles completos em dois, dez recuperações de posse e outras tantas acções defensivas. Um grande jogo.

Cláudio Falcão (D. Aves) 6.6 – Segunda presença de Falcão nas nossas escolhas. O médio-defensivo foi importante no nulo arrancado pelo Aves em casa do Rio Ave, na abertura da jornada, em especial nos momentos defensivos – somou 12 acções defensivas, das quais quatro foram desarmes e seis intercepções.

Sérgio Oliveira (FC Porto) 6.5 – O médio portista não abranda e vai na quarta presença consecutiva nos nossos “onzes” da jornada. Na goleada na casa do Portimonense, o jogador português foi o dono da bola, com 95 acções com a mesma, o máximo da partida. Para além disso ganhou 13 de 20 duelos individuais e registou seis desarmes e quatro intercepções. Um “todo-o-terreno”.

Rafa Silva (Benfica) 7.7 – O melhor jogo de Rafa pelo Benfica até ao momento, que lhe vale a estreia esta temporada nos nossos “onzes”. Num jogo complicado da “águia” em Paços de Ferreira, o extremo foi dos melhores, com um golo marcado em quatro remates (três enquadrados), três passes para finalização, três dribles completos em quatro 12 duelos ganhos em 19.

Ricardo Horta (Sp. Braga) 7.5 – A vitória bracarense sobre o Tondela foi complicada e só surgiu perto do fim, com um golo apontado por Ricardo Horta. O médio fez três remates e um passes para finalização e terminou com uma eficácia de passe de 85%.

Moussa Marega (FC Porto) 8.4 – O Porto está imparável e muito deve ao maliano. Marega fez dois dos cinco golos do Porto em Portimão, nos dois únicos remates que realizou, e ainda fez uma assistência (para Otávio) em dois passes para finalização.

Jonas (Benfica) 8.9 – O melhor jogador da jornada. O brasileiro não pára de marcar, embora tenha estado ausente dos nossos “onzes” durante quatro rondas. No triunfo benfiquista em Paços, o brasileiro foi fundamental, com um bis que permitiu a reviravolta no marcador. Mais uma vez, Jonas esteve muito activo no remate, com seis, quatro deles enquadrados, bem como no passe para finalização, com três. E ainda recuperou seis vezes a posse de bola.

Fechamos com os jogadores que lideraram o nosso “barómetro” de variáveis nesta jornada:

GoalPoint-Tops-Jornada-24-LIGA-NOS-201718-infog
Clique para ampliar

 

São estes os melhores da 24ª jornada da Liga NOS 17/18, parabéns!

Confira, jogo a jogo, os números que justificam a eleição dos melhores, na tabela de acompanhamento dos jogos GoalPoint, actualizada poucos minutos após o término de cada encontro da Liga NOS! Pode também encontrar todo o histórico da época neste “link”.

LIGA NOS | J24STATGPRMVP
0-0
1-0
3-2
1-3
2-0
4-0
1-5
1-0
1-0